UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Thiago Bernardes/UOL

Bruno Cesar comemora o segundo gol do Corinthians sobre o Santos no Pacaembu

30/05/2010 - 18h16

Santos deixa campo revoltado com arbitragem e vê "complô pró-Corinthians"

Do UOL Esporte
Em Santos

Muita reclamação dos santistas após a derrota por 4 a 2 no Pacaembu. As críticas à arbitragem tiveram início já no intervalo do jogo, quando o Corinthians ainda vencia por 1 a 0. O gol de Marquinhos, anulado aos 26min da etapa inicial, e um empurrão em Edu Dracena no segundo gol do Corinthians provocaram a revolta dos jogadores e do técnico do time da Vila Belmiro. Até um suposto "complô" a favor do Corinthians foi citado pelos santistas.

O próprio autor do gol (anulado) iniciou as críticas contra a arbitragem. “Não estava em impedimento! Todo jogo o Corinthians está sendo ajudado pela arbitragem. Não sei se é coincidência ou se estão puxando o saco”, disparou Marquinhos. A revolta seguiu na volta dos vestiários, pouco antes do apito do início do segundo tempo. Léo fez duras críticas ao árbitro Sálvio Spinola.

“É uma coisa meio que impressionante quando o Sálvio apita os jogos”, disse o lateral. Para Léo, o lance do segundo gol do Corinthians teve irregularidade – uma falta em Edu Dracena - e prejudicou muito o Santos na partida.

“O problema foi mais o segundo gol, de como aconteceu. A gente tinha acabado de empatar, estávamos bem melhores na partida, aí empurram nosso zagueiro [Edu Dracena] dentro da área e o juiz não vê”, afirmou. O próprio Dracena revelou que acabou mesmo empurrado no lance citado por Léo.

“Tivemos um gol anulado, e o segundo gol foi falta dentro da área, em cima de mim. É o terceiro jogo que o Corinthians faz no Pacaembu e o terceiro em que eles são ajudados. O pessoal tem que começar a rever quem apita os jogos”, criticou Edu Dracena. O meia Paulo Henrique também afirmou que vem observando uma ‘ajuda’ ao Corinthians na competição.

“Com certeza prejudicou a equipe do Santos e mais uma vez ajudando o Corinthians. Coincidência ou não, mais uma vez ajudaram o Corinthians”, criticou Ganso. O atacante Marcel pediu que o assistente responsável pelo gol anulado seja cobrado.  "O bandeirinha errou, tem que ser cobrado. Um jogo do nível desse não pode ter um erro assim", afirmou.

O técnico Dorival Júnior também não poupou a arbitragem, e além do gol anulado, reclamou de um pênalti não marcado a favor de sua equipe, ainda no primeiro tempo. “É uma constatação, o impedimento e o pênalti. Perguntei se ele consultou mamãe, porque a mãe do juiz é a única que vai a favor dele. Ele falou que consultou”, disse Dorival, ainda de bom humor.

Já o atacante Neymar, que teve atuação apagada e foi substituído na metade do segundo tempo, reclamou de algumas faltas não marcadas em cima dele. “O juiz hoje está interpretando as coisas de maneira muito errada. No Neymar não tem falta, não”, criticou o camisa 11 santista.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host