UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
31/05/2010 - 18h39

Criticado, Cicinho reclama de superexposição do Corinthians e dá recado a Neto

Luiza Oliveira
Em São Paulo
  • Cicinho treina com o São Paulo; lateral reclamou de críticas e da superexposição do Corinthians

    Cicinho treina com o São Paulo; lateral reclamou de críticas e da superexposição do Corinthians

Cicinho voltou ao São Paulo como a grande contratação para a Libertadores, mas ainda não convenceu e vem sendo criticado por isso. Sem demonstrar paciência com as cobranças, o lateral não escondeu a irritação com o comportamento da imprensa esportiva que, em sua visão, dá muito espaço para o Corinthians e faz críticas exageradas ao seu trabalho.

Por isso, o jogador procura não acompanhar os noticiários esportivos e tampouco lê jornais ou portais na internet. “É difícil. Eles cornetam dois jogadores e passam o resto falando de Corinthians. Não aguento mais. Se falam dois minutos de São Paulo, falam dez de Corinthians. Deveria ser mais dividido”, avaliou.

Mas a irritação de Cicinho é em especial com uma pessoa, o ex-jogador do Corinthians e atual comentarista da TV Bandeirantes Neto. Ele até deu um recado. “Não ia falar, mas vou falar. O Neto está pegando no meu pé demais. Respeito totalmente mas ‘Neto, dá uma maneirada porque está ficando chato’.”

Cicinho admitiu que não é o mesmo jogador da sua primeira passagem pelo clube do Morumbi, mas disse que está satisfeito com seu desempenho em campo. Como prova, ele afirmou ter recebido elogios do técnico Ricardo Gomes após a partida contra o Internacional.

“Fico chateado com o modo como as pessoas falam. Quando cheguei disse que não seria o Cicinho de 2004 e 2005 e às vezes sou cobrado por isso. As pessoas falam que não tenho condições de jogar 90 minutos, mas não é verdade. O que acontece é que o São Paulo não necessita tanto dos laterais no ataque. Precisa é de uma equipe bem postada com qualidade de jogar pelos lados. Naquela época necessitava mais”

Cicinho também falou sobre o seu futuro. O contrato de empréstimo do lateral com o São Paulo vai até 30 de junho e há uma cláusula para que ele dispute a final da Copa Libertadores, se o São Paulo avançar. O atleta garantiu não saber se voltará para a Roma e manifestou o desejo de permanecer no São Paulo.

“Pretendo conquistar títulos no Brasil, pelo São Paulo e estou feliz. Não sei se estão conversando, sei que o dirigente da Roma veio ao Brasil, mas não me envolvo. Deixei meus procuradores com isso para eu ficar tranquilo. Não sei se vão me emprestar ou vender totalmente ou que fazer, minha cabeça está toda no São Paulo”.

Cicinho se referiu ao diretor de futebol da Roma, Daniele Prade, que esteve no Brasil para contratar o atacante Adriano. Segundo o superintendente de futebol do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, o jogador pode permanecer no país.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host