UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
31/05/2010 - 18h36

Marquinhos defende Dorival e cobra respeito ao treinador no clube

João Henrique Marques
Em Santos (SP)

Dorival Júnior vem sofrendo constantes atritos com o elenco santista. O comportamento dos jogadores foi recriminado por Marquinhos. O meia exige respeito ao treinador, e o defende das críticas recebidas.

Dorival tem sofrido com a postura dos jogadores dentro e fora de campo. O treinador já viu atleta se negar a ser substituído, outro reclamar da alteração, além de críticas à opção pela concentração apenas para solteiros, e à punição por atos de indisciplina.

“Aqui quem manda é o presidente. Só que dentro de campo, todos precisam cumprir as ordens do Dorival. O treinador pode fazer o que quiser”, disse Marquinhos.

O meia é jogador de confiança Dorival. O treinador foi quem pediu sua contratação no início da temporada, e constantemente o escala como titular. No entanto, também com frequência, Marquinhos é substituído.

Reclamação explícita por uma alteração realizada foi feita pelo zagueiro Edu Dracena, substituído pelo meia Zezinho na derrota para o Corinthians, domingo, no Pacamebu.

“Quem sai nunca gosta. Só que eu respeito a opinião do jogador, pois nossa função não é gostar ou não. No calor do jogo, o Edu (Dracena) ficou chateado, mas ele conversou com o treinador e sei que o respeita, assim como o Dorival. Prova disso é que ele é o nosso capitão”, destacou Marquinhos.

As declarações dos santistas têm deixado o clima pesado no clube. Buscando evitar polêmicas públicas com os jogadores, Dorival foi enfático ao responder sobre a manifestação de Edu Dracena.

‘Quem dirige a equipe sou eu e ponto. Jogador não tem que ficar falando”, disse o comandante santista.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host