UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
04/06/2010 - 08h05

Luxa defende reestruturação do elenco, que desfalcou time atleticano

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte
  • Correa foi citado por Luxa em sua defesa da reformulação do elenco

    Correa foi citado por Luxa em sua defesa da reformulação do elenco

Carlos Alberto, Jonílson, Correa, Evandro, Renan Oliveira e Marques são jogadores que foram campeões mineiros pelo Atlético-MG jogando com frequência e que deixaram o Atlético-MG. A liberação desses atletas, somado a desfalques de titulares, reduziram as opções do técnico Vanderlei Luxemburgo, que teve de recorrer a jovens jogadores e, mesmo assim, não conseguiu ter um banco completo na derrota para o Grêmio, por 2 a 1.

Apesar dessa situação, Luxemburgo garante que não se arrependeu da reformulação que vem realizando no elenco e que considera normal os problemas enfrentados pela equipe, por estar em um momento de transição. “O Atlético não está fazendo nada sem pensar, é tudo pensado, mas o futebol é uma coisa complicada. Não pode achar que tem uma coisa equivocada, está tudo sendo feito planejado”, destacou.

O treinador atleticano disse que não se pode ser “burro e irresponsável”. “Nós não poderíamos renovar contrato de alguns jogadores que jogariam mais três partidas, ou jogadores que jogariam um pouco mais, como o Correa, onde ele não vai pertencer mais ao grupo para frente, ou jogadores que a gente iria renovar o contrato, com um custo maior, para jogar três partidas”, observou.

“Então, a gente decidiu isso com conversas com presidente Alexandre Kalil, nos reunimos e estamos passando por estas situações porque tem a parada para a Copa do Mundo para a gente se reorganizar”, comentou Luxemburgo. Contra o Grêmio, Zé Luís estava contundido, Fabiano, suspenso, Cáceres na seleção paraguaia e Coelho, cujo contrato está perto de acabar, também se machucou.

“Perdi o Zé Luis e o Fabiano, mas coloquei dois jovens e descobrimos os dois jogadores que estavam treinando com a gente. Estreamos dois meninos, o Jataí e o João Pedro, o João Pedro pecou na inexperiência, tomou dois cartões pela reincidência, mas mostrou muita qualidade, muita personalidade, então em um jogo ruim você pode pegar uma coisa boa. É lamentar a derrota, mas as coisas continuam”, analisou.

Para Luxemburgo, pressão pertence ao futebol. “Tem de ter alguma coisa para dar pancada, tem de ter pancada, jogador que estiver no Atlético e não tiver pressão pode ir embora daqui. E quem tiver muito confortável eu não quero, tem de sacrificar um pouco mais, trabalhar um pouco mais. Nós que trabalhamos na parte de comando, temos de ter a cabeça no lugar”, disse.

Após a derrota para o Grêmio, por 2 a 1, no estádio Olímpico, o Atlético-MG caiu para a 17ª posição, abrindo a chamada zona de rebaixamento, com seis pontos em 18 possíveis. O Corinthians, líder isolado, já somou 16 pontos.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host