UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
10/06/2010 - 07h01

Com elenco enxuto, Cuca receita contratações 'cirúrgicas' no Cruzeiro

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte
  • A contratação de um lateral para disputar posição com Jonathan (f) é meta celeste

    A contratação de um lateral para disputar posição com Jonathan (f) é meta celeste

O técnico Cuca chegou ao Cruzeiro nesta quarta-feira e encontrou um elenco enxuto. Depois das dispensas de Guerrón e Fernandinho, apenas 21 atletas fazem parte do grupo de profissionais do time celeste. A intenção do treinador é ampliar o elenco em quatro ou cinco jogadores.

 

“O mais importante agora é contratar cirurgicamente. O Grupo está bem enxuto e é melhor para o treinador que um grupo inchado. Prefiro mil vezes contratar do que dispensar. A gente tem condição boa de avaliar o grupo. Vamos contratar cirurgicamente, não podemos errar”, disse.

“É lógico que em futebol nunca se tem certeza de nada, mas precisamos de um índice de erro pequeno para tentar ficar, com 25 em vez de 21. Só temos um campeonato até o final do ano e não vamos precisar de um grande elenco, creio que 25 ou 26 jogadores está bom”, acrescentou o novo treinador do Cruzeiro.

Segundo o presidente Zezé Perrella, o Cruzeiro já sabe em quais posições precisará de contratações. “Não vou adiantar nomes, mas a gente pretende mais um lateral-direito, porque temos o Jonathan, praticamente, sozinho, não temos um reserva à altura. Já é consenso entre nós que precisamos de mais dois zagueiros, mais um meia e talvez mais um atacante. Não definimos por nome, vamos ter calma para conversar”, afirmou.

Com o intuito de contratar dois zagueiros, o Cruzeiro pode buscar jogadores no exterior. “Com exceção da zaga do São Paulo, todos têm problemas. Para mim, a zaga do Cruzeiro é boa. Mas hoje você precisa de cinco zagueiros de qualidade, porque é a posição que mais leva cartão”, observou. “Não vejo nomes dentro do Brasil, a única opção será lá fora”, acrescentou Perrella.

Uma das poucas opções de Cuca para a zaga é Leonardo Silva. Porém, ele teve detectada uma lesão parcial no ligamento colateral lateral do joelho direito e ficará afastado por um mês. O jogador terá de passar por novos exames e até sexta-feira o departamento médico do clube definirá se será necessária uma cirurgia.

Sem Leonardo Silva por longo período, Cuca já se preocupa com falta de opções para a zaga. “Um agravante são as lesões. O Leonardo está com um prazo mais alongado. Vamos precisar ter um cuidado especial, porque há carência de algum reforço”, analisou.

Apesar da necessidade apontada por Cuca de que o Cruzeiro contrate ao menos mais cinco jogadores, Perrella descarta buscar reforços “apenas pelo nome”. “Não acredito em projeto de futebol que o dirigente não cumpra com as obrigações. Dentro da realidade, o Cruzeiro sempre contratou, mas a filosofia não vai mudar. Vamos procurar qualificar o grupo, existem investidores que podem ajudar. O que não vamos fazer é contratar para a torcida buscar no aeroporto e chegar aqui e dar errado”, salientou.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host