UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
10/06/2010 - 07h00

Livre de Fábio Costa, Santos intensifica busca por um novo goleiro

João Henrique Marques
Em Santos (SP)
  • Independentemente de contratação, Rafael deverá ser o goleiro titular nas partidas decisivas da Copa do Brasil contra o Vitória

    Independentemente de contratação, Rafael deverá ser o goleiro titular nas partidas decisivas da Copa do Brasil contra o Vitória

Após a saída de Fábio Costa, o Santos acelera a busca por um novo goleiro. A contratação é um pedido de Dorival Júnior, mas o clube sofre severas dificuldades no mercado para concretizar negociações.

A vinda de um novo camisa 1 já fazia parte dos planos da diretoria há algum tempo. O anseio aumentou após o afastamento de Felipe por razões técnicas, segundo Dorival. O treinador trabalha em conjunto com os dirigentes em busca da contratação.

O acerto com Renan, do Valência-ESP, esteve perto. No entanto, o Internacional pagou 300 mil euros (cerca de R$ 650 mil), ao clube espanhol e adquiriu o empréstimo do jogador.

“Foram muitos nomes especulados. Nada era verdade. O que posso dizer é que negociamos com o Renan há alguns dias, mas infelizmente não pudemos competir com o Internacional”, disse o diretor Pedro Luiz Nunes Conceição, em entrevista ao UOL Esporte, evidenciado a busca por um novo goleiro.

Os dirigentes não explicitam a busca por outro goleiro para não desprestigiar o jovem Rafael, novo titular da posição. Porém, seja qual for o goleiro contratado, ele não poderá atuar nas partidas finais da Copa do Brasil contra o Vitória, já que a CBF não permite mais inscrições de atletas na competição.

Além de Rafael, os outros dois goleiros do elenco principal, Felipe e Vladimir, são formados nas categorias de base do clube. O pré-requisito principal na busca por um novo goleiro é a experiência. Por isso, goleiros brasileiros que jogam atualmente no exterior são preferências.

Recentemente, o Santos realizou uma consulta ao goleiro Dida, de 36 anos. O experiente jogador é nome que agrada Dorival Júnior. Próximo de encerrar seu vínculo com o Milan-ITA, Dida ainda não decidiu se voltará para o país. Com pressa, a diretoria santista desistiu de abrir negociação.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host