UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
12/06/2010 - 07h08

Para diretoria, Palmeiras precisa de mais quatro reforços para fechar elenco

Filipe Grecco
Em São Paulo
  • O meia Valdivia é um dos sonhos da diretoria do Palmeiras para reforçar o time no 2º semestre

    O meia Valdivia é um dos sonhos da diretoria do Palmeiras para reforçar o time no 2º semestre

O Palmeiras é um dos times em que mais se está especulando contratações nesta parada do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo na África do Sul. Sem técnico e com um elenco reduzido, a pausa no Nacional veio em boa hora para que o time possa se reforçar e apagar o péssimo desempenho na primeira metade desta temporada.

Os dois primeiros reforços da equipe já chegaram e foram apresentados na última quarta-feira. O primeiro foi fora de campo, a Fiat, nova parceira do Palmeiras e que pagara cerca de R$ 5 milhões a mais que a antiga patrocinadora, a Samsung. O segundo foi o retorno do atacante Kleber, que foi recepcionado por mais de cinco mil pessoas no estádio Palestra Itália.

Porém, a diretora do Palmeiras não quer parar por aí, com mais dinheiro em caixa e com outros patrocinadores que ainda estão sendo negociados, o vice-presidente de futebol do clube, Gilberto Cipullo, já está sondando alguns atletas e, para ele, a equipe precisa de mais quatro atletas para fechar o elenco.

“O Kleber é o primeiro dos reforços que vamos trazer”, garantiu o Cipullo, que ainda completou. “Na nossa relação precisamos de mais quatro jogadores, mas depende ainda de ouvir a nossa comissão técnica e é claro que também atender alguns pedidos do nosso futuro treinador.”

O PALMEIRAS NO TWITTER

Na lista de reforços do Palmeiras estão os nomes dos laterais esquerdos Fabio Aurélio e Leonardo, do meia Valdivia e dos atacantes Ricardo Oliveira, Rafael Sóbis e Fausto, que foi artilheiro da Série A-2 do Campeonato Paulista. Além deles, o técnico Luiz Felipe Scolari é o favorito da diretoria para assumir o comando do clube.

O treinador atualmente está desempregado, vai comentar a Copa do Mundo por uma rede de televisão da África do Sul e nesta semana recusou propostas do Internacional e do Flamengo o que deixaria o caminho aberto para o Palmeiras. Porém, o filho de Felipão está entrando na faculdade e por esse motivo sua esposa gostaria de ficar mais um tempo na Europa.

Por conta desses problemas a diretoria do Palmeiras adota a cautela quando fala no nome do novo treinador. “Com relação ao Felipão a situação não mudou. Em conversas que tivemos com ele nos deu prioridade, preferência e estamos aguardando sua posição para avançar nas negociações. Precisamos ter paciência”, ponderou Cipullo.

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host