UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
16/06/2010 - 15h42

Com recepção de astro, Jobson chega ao Botafogo para encerrar desconfiança

Pedro Ponzoni
No Rio de Janeiro

JOBSON ESTÁ DE VOLTA

  • Pedro Ponzoni/UOL Esporte

    Atacante Jobson cumprimenta um torcedor em General Severiano

  • Pedro Ponzoni/UOL Esporte

    Como recepção de astro, Jobson é apresentado pelo Botafogo

  • Pedro Ponzoni/UOL Esporte

    Torcida do Botafogo demonstra enorme carinho pelo jogador

Jobson foi apresentado nesta quarta-feira, em General Severiano, com status de astro. O retorno do atacante ao Botafogo foi marcado por uma grande festa no gramado e a torcida compareceu em bom número nas arquibancadas para fazer uma recepção calorosa. O jogador retorna ao clube pelo qual teve grande destaque ano passado. O Alvinegro comprou 60% dos seus direitos econômicos e firmou contrato por cinco anos.

O atacante precisará lutar contra a desconfiança porque foi pego no antidoping, por uso de cocaína, e punido por dois anos no final do ano passado, após realizar um bom Campeonato Brasileiro. Ele conseguiu uma redução da pena e “castigo” passou para seis meses, podendo retornar aos gramados já no dia 18 de junho.

Antes de falar com a imprensa, Jobson foi recebido com festa no gramado. Quando foi chamado pelo presidente do clube, Maurício Assumpção, entrou com duas crianças e posou para fotos com a diretoria. Depois, se dirigiu para as arquibancadas para cumprimentar os alvinegros.

A maneira com foi recebido o deixou muito animado. Ele agradeceu ao apoio e não vê a hora de entrar novamente em campo com a camisa alvinegra. Se dependesse somente de sua vontade, jogaria em cinco dias.

“Preciso agradecer a todos pela recepção. Estou muito feliz porque a torcida compareceu. Não vejo a hora de mostrar o que sei fazer. Como vinha treinando, acredito que em cinco dias já estaria pronto para jogar”, afirmou o atacante.

Em relação aos problemas que teve no ano passado, Jobson acredita que está recuperado. Ele vê os recentes episódios como página virada em sua vida e entende que aprendeu com as lições.

“Com certeza que sinto recuperado. O que eu fiz ficou no passado. Agora é outra história. Hoje estou curado. Quando colocar meu pé direito no campo vou agradecer a Deus por tudo”, disse o atacante do Botafogo.

Por conta dos recentes episódios, Jobson passará por um acompanhamento psicológico no clube. Somado a isso, ele será o padrinho de um projeto social denominado Estrela Solidária, que terá o seu núcleo no posto 4, em Copacabana, Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host