UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
20/06/2010 - 07h05

Com Ronaldo fora, Corinthians é mais eficiente sem 'homem de referência'

Fernando Stella
Em São Paulo
  • Com Ronaldo fora, Corinthians foi mais eficiente sem um homem de referência, como Souza

    Com Ronaldo fora, Corinthians foi mais eficiente sem um "homem de referência", como Souza

Sem Ronaldo em campo, o Corinthians de Mano Menezes demonstrou não precisar de um centroavante para vencer. Nas seis partidas sem seu principal astro --o atacante jogou apenas na estreia diante do Atlético-PR--, o time paulista se tornou mais eficiente sem um “homem de referência” no ataque.

Reserva imediato de Ronaldo, Souza entrou como titular em três partidas (Grêmio, Fluminense e Grêmio Prudente). Com sua presença, o Corinthians fez apenas cinco dos 15 gols anotados na Série A. Por outro lado, quando não participou dos confrontos, o time paulista acabou sendo mais “artilheiro”: balançou as redes em oito oportunidades.

O melhor desempenho sem uma “camisa 9” em campo também ficou evidente nas finalizações. Com Souza, a equipe arriscou bastante: foram 40 finalizações, apenas uma a mais do que nos outros três compromissos que não atuou (Santos, Internacional e Botafogo).

No entanto, a equipe de Mano apresentou uma melhor pontaria nos três últimos jogos antes da parada para a disputa do Mundial da África do Sul. Sem um centroavante, o Corinthians teve uma média de cinco finalizações certas por partida, superior às 3,3 alcançadas quando o centroavante participou.

Com isso, Mano Menezes encontrou uma nova maneira de escalar sua equipe quando Ronaldo não está presente, apesar de Souza já ter anotado dois gols na competição. O próprio treinador corintiano já declarou que gosta de atuar com “dois meias e dois atacantes”.

A “ausência” de um atleta mais fixo na área teve início na partida diante do Santos, coincidentemente a melhor apresentação dos atuais líderes da Série A. Ganhou por 4 a 2. Nesse jogo, entrou em campo com Danilo e Bruno César como meias, e Dentinho e Jorge Henrique jogando no ataque.

É quase certo que Mano Menezes mantenha o mesmo esquema sem um homem de referência para o torneio no Paraná, agendado para o dia 25 de junho. Com Souza e Ronaldo contundidos, Iarley faça dupla de ataque com Jorge Henrique ou com Defederico --Dentinho também não deverá jogar.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host