UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
16/07/2010 - 09h15

Gilberto considera positivo rendimento do Cruzeiro com dois armadores

Gustavo Andrade
Em Belo Horizonte
  • Gilberto aprovou novo esquema tático e viu mais empenho do time cruzeirense contra o Atlético-PR

    Gilberto aprovou novo esquema tático e viu mais empenho do time cruzeirense contra o Atlético-PR

O técnico Cuca estreou oficialmente pelo Cruzeiro na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-PR, na quarta-feira, em Curitiba, com uma alteração no esquema tático que Adilson Batista adotou nos dois anos e meio à frente do time celeste. Com o novo treinador, saiu um volante para a entrada de um meia. Gilberto que era até então o único armador aprovou a mudança, que lhe trouxe a companhia de Roger.

“Foi uma maneira diferente do que vinha jogando. O pessoal estava treinando há mais tempo nesse sistema, mas o rendimento foi bom. Todos os jogadores foram acima da média, todo mundo procurando se ajudar, o que foi o fator principal para conquistar a vitória”, avaliou o jogador que defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo na África do Sul e se reapresentou na quinta-feira 8.

Sob o comando de Adilson Batista, o Cruzeiro atuava em um esquema com uma trinca de volantes e um meia mais próximo dos atacantes. Já com Cuca, são dois volantes e dois meias. Assim, Marquinhos Paraná, titular absoluto com Adilson, deu espaço a Roger na equipe.

Para o atacante Wellington Paulista, a mudança tática não lhe afetou. “Para mim, não mudou muita coisa. O Gilberto dependendo do jogo muda de posicionamento, ora como ala, ora mais à frente. Joguei assim com o Cuca no Botafogo, e, para mim, o importante é estar ali para guardar e marcar gols”, comentou.

Mais do que a mudança tática, Gilberto viu uma alteração no comportamento da equipe. Com Cuca, o meia cruzeirense acredita que os jogadores demonstraram um empenho que se reverteu em garra dentro de campo.

“A realidade é que os jogadores estão mais empenhados, a fim de buscar algo diferente do que foi no primeiro semestre. Isso ajuda dentro de campo, reverte em mais vontade, mais raça, uma disputa maior pela bola. Acho que talvez estivesse faltando isso para a gente e agora é tentar manter isso para irmos em busca do título”, disse.
 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host