UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
24/07/2010 - 22h14

Irritado com expulsões, Luxa crítica arbitragem e pede veto a árbitro

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte
  • Luxa chama chefe da arbitragem de incompetente e diz que Atlético não pode ser prejudicado

    Luxa chama chefe da arbitragem de incompetente e diz que Atlético não pode ser prejudicado

Irritado com as expulsões do meia-atacante Daniel Carvalho e do atacante Neto Berola, o técnico Vanderlei Luxemburgo até considerou satisfatório o empate sem gols com o Avaí, neste sábado, em Florianópolis, mas não poupou críticas à arbitragem. O treinador atleticano pediu o veto ao árbitro Leandro Pedro Vuaden e classificou o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sergio Correa, como incompetente.

Vanderlei Luxemburgo ressaltou que havia protestado contra a escalação do gaúcho Vuaden. O treinador lembrou de derrota do Atlético para a Chapecoense, por 1 a 0, em Chapecó, no dia 17 de março, pela segunda fase da Copa do Brasil. No jogo de volta, no Mineirão, em 1º de abril, no Mineirão, o time mineiro goleou os catarinenses por 6 a 0 e avançou às oitavas de final.

“O resultado foi bom, a minha surpresa foi com a arbitragem. Eu falei que me preocupava com a arbitragem do Vuaden e me estranhou o comportamento dele. A mudança de comportamento, porque o Vuaden é um árbitro que deixa o jogo seguir, que quando tem de dar falta ele não dá. Contra a Chapecoense, reclamei dele, porque ele deixou o pau cantar e perdemos de 1 a 0”, disse.

O técnico atleticano avalia que Vuaden foi severo nas expulsões dos jogadores da equipe mineira, mas atribuiu a causa dos possíveis erros de arbitragem a Sergio Correa. “Com o Daniel, se fosse muito rigoroso daria o cartão amarelo. Aí ele pega expulsa os jogadores, da forma como expulsou e você tem um prejuízo muito grande. O grande culpado, para mim, é o Sergio Correa”, afirmou.

“Continuo achando que o Sergio é incompetente, ele não consegue escalar os árbitros e não gosta de mim. Mas eu também não gosto dele. Agora, entre ele não gostar de mim e eu não gostar dele, o Atlético está acima disso. A escala dos juízes e o critério dos juízes têm que estar acima do gostar ou não. Acho que ele não é preparado para poder comandar a arbitragem do Brasil. Já falei isso diversas vezes”, acrescentou.

Apesar das críticas, Luxemburgo evitou acusar Correa de ter intenção em prejudicá-lo. “Acho que está trazendo prejuízos, não por má intenção, eu vejo má qualidade na interpretação e na escala dos árbitros. O Vuaden já tinha trazido prejuízo para o Atlético em Chapecó e voltou a trazer prejuízo para nós mais uma vez”, observou.

Insatisfeito mais uma vez com uma atuação de Leandro Pedro Vuaden, o técnico do Atlético pediu que a diretoria do clube vete o árbitro de seus jogos. “Nós temos de tomar posição, vetar o Vuaden. Os adversários vetam árbitro. Temos de entender o porquê de ele ter apitado como apitou, foi mal, e temos de vetar o Vuaden. O Sergio Correa tem de tomar atitude”, ressaltou.

Em meio às diversas críticas, Luxemburgo tentou ser cauteloso em seu discurso. “Vamos com calma, porque senão o Tribunal vem em cima disso e não tenho nenhuma intenção em acreditar que existe alguma sacanagem ou falcatrua. É questão de competência mesmo, de relacionar os árbitros certos. O árbitro que teve uma atuação ruim contra um clube não pode repetir, tem de ter calma, ser criterioso. A minha reclamação não é porque empatei o jogo, é porque se a coisa caminhasse normal, com certeza, o Atlético teria saído com resultado melhor que o empate”, complementou.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host