UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
25/07/2010 - 18h17

R. Ceni diz que sorte foi embora e alerta: "na quarta não tem mais volta"

Carlos Padeiro
Em Santos (SP)

O goleiro Rogério Ceni voltou a ser incisivo nas suas críticas ao momento que o São Paulo atravessa. Após a derrota para o Santos por 1 a 0, neste domingo, a terceira nos últimos quatro jogos, o capitão alertou que na quarta-feira, contra o Inter, pela semifinal da Copa Libertadores, não poderá ocorrer mais erros.

“Agora não tem mais para onde correr. Quarta não tem mais volta, é o jogo que vale o ano. É fazer acontecer, porque os próximos dias serão fundamentais para chegarmos a mais uma final de Libertadores”, decretou o camisa 1. Na última quarta-feira, após o empate por 1 a 1 com o Grêmio Prudente no Morumbi, ele havia dito que o São Paulo era o pior time do mundo, mas ainda existe a Libertadores para se apegar.

Por conta do torneio continental, o técnico Ricardo Gomes preservou os titulares na Vila Belmiro e mandou a campo nove reservas. Ceni elogiou a postura dos suplentes e atribuiu a derrota à falta de sorte.

“Diferentemente dos outros três jogos, o time foi competitivo, algo que não havia acontecido depois do retorno do Brasileiro. Por isso, precisamos desse mesmo espírito contra o Internacional. Só assim podemos passar”, comentou Ceni.

“A sorte parece que foi embora. Não merecíamos ter perdido. Tivemos uma cabeçada [do Washington] que foi no travessão. Já eles cobraram uma falta, teve uma confusão e a bola entrou. Tivemos uma infelicidade. Já ganhamos campeonatos assim, mas agora está no inverso da moeda ”, ponderou, citando o gol contra de Renato Silva, que deu o triunfo ao rival praiano.

No Brasileiro, o São Paulo contabiliza apenas 12 pontos e figura próximo da zona de rebaixamento. Sua próxima partida pela competição nacional ocorre no sábado, diante do Ceará, no Morumbi.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host