UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Wallace Teixeira/Photocamera

Emerson marcou na estreia, mas Botafogo conseguiu empate com Cajá

25/07/2010 - 20h27

Com brigas e expulsões, Bota e Flu empatam no jogo após o "fico" de Muricy

Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro

O jogo foi tenso, cheio de brigas, três expulsões e muitas chances desperdiçadas. Todos estes fatores resultaram em um eletrizante empate em 1 a 1 entre Botafogo e Fluminense, neste domingo, no Engenhão, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Emerson e Renato Cajá anotaram os gols da partida, a primeira desde que o Fluminense vetou a ida do técnico Muricy Ramalho para a seleção brasileira.

Com o resultado, a equipe de General Severiano vai para a zona de rebaixamento, com 12 pontos, na 17ª colocação. O time das Laranjeiras, com 23, perdeu a liderança para o Corinthians (que venceu o Guarani) e é o segundo colocado.

Antes da partida, apresentação do meia Maicosuel pelo lado alvinegro. O jogador, que ainda não estreou, teve sua entrevista coletiva transmitida ao vivo no telão do Engenhão. No canto oposto, o dos tricolores, o tom inicial foi dado por cantos de exaltação a Muricy Ramalho. Convidado para assumir a seleção brasileira, o treinador disse ’não’ à CBF. Se sua moral já era alta, foi elevada quase a nível celestial no clube das Laranjeiras.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
6min - Fred dá belo passe para Emerson, que finaliza por cima do gol de Jefferson.
11min - Somália chuta no canto e Fernando Henrique pula para espalmar para escanteio.
14min - Edno serve Lucio Flavio, que bate cruzado e, por pouco, Herrera não completa, já sem goleiro.
45min - Herrera cruza, Diogo corta na direção do gol e quase faz contra, mas Fernando Henrique salva com o pé.
SEGUNDO TEMPO
15min - Leandro Euzébio dá belo passe para Emerson, que invade a área e toca de cobertura. Mas a bola vai para fora.
16min - GOOOOLLLL DO FLUMINENSE!!!! - Jefferson cobra mal o tiro de meta. Fred aciona Emerson, que dribla Jefferson e abre o placar.
30min - GOOOOLLLL DO BOTAFOGO!!!! -Renato Cajá cruza, Edno tenta desviar, mas o gol é dado para o meia alvinegro.
36min - Antonio Carlos sobe dentro da área e cabeceia no travessão de Fernando Henrique.

Em campo, o Fluminense deu indícios de uma atuação fulminante. Mas ficou mesmo no indício e em uma chance clara desperdiçada por Emerson. Dos cinco minutos em diante, foi o Botafogo que tomou as rédeas. Edno, Herrera e Somália fizeram Fernando Henrique trabalhar.

Durante 15 minutos, os alvinegros foram soberanos, mas não balançaram a rede adversária. Da metade do primeiro tempo em diante o Fluminense melhorou um pouco, se organizou no meio de campo, mas tinha em Belletti, estreante assim como Emerson ‘Sheik‘, um ponto de desequilíbrio. E para o lado negativo. Lento, o badalado ‘curinga’ de Muricy Ramalho errava passes demais, corria de menos.

Na frente, Fred tentava fazer o papel pivô, mas seu parceiro Emerson não contribuía. Do lado oposto, os alvinegros tinham no ‘operário’ Somália uma arma e tanto. O meio-campista, que às vezes ‘quebra um galho’ como lateral, conseguia a façanha de aparecer em todos os lugares do campo. Era visto marcando lá atrás, combatendo e organizando no setor médio e finalizando com perigo na frente.

O segundo tempo começou com um Fluminense mais organizado e um Botafogo à espera dos contra ataques, mas seguro em campo. Só que aos 16 minutos, um lance mudaria o jogo. O goleiro Jefferson saiu jogando errado. A bola caiu nos pés de Fred, que acionou Emerson. O 'Sheik' driblou Jefferson e fez o seu primeiro gol pelo Fluminense.

Daí em diante, o jogo ganhou traços de final de campeonato. Primeiro, Somália e Emerson trocaram ofensas, após uma divida dura. Muricy tentou apaziguar e teve o braço empurrado com força pelo meia alvinegro. Mas era só o começo. Pouco depois, Fred sentiu dor na panturrilha e se atirou no gramado. O lateral Marcelo Cordeiro não optou pelo ‘jogo limpo’ e deu prosseguimento ao ataque. Quando a bola parou, Mariano colocou a mão no pescoço do jogador alvinegro, que se atirou de forma ostensiva ao chão.

A discussão generalizou, encorpou, mas acabou sendo ‘resolvida’ com um cartão amarelo ao lateral do Fluminense. Motivo para Joel Santana ‘soltar os cachorros’ à beira do gramado: “Isso é falta de respeito. Ele foi agredido. Era para cartão vermelho. Vai tomar banho. O juiz não tem peito”, esbravejou o treinador.

OPINIÃO DO BLOGUEIRO

Marcelo Cordeiro, que foi fundamental com seus passes para o empate botafoguense contra o Palmeiras, deu com afeto para Edno, que nada fizera quando no Corinthians, empatar no Engenhão

Mesmo nervoso, o time alvinegro seguiu melhor em campo. Depois de tanto tentar, empatou com Renato Cajá e seguiu pressionando. A virada não veio, mas sobrou atitude. Chances foram criadas e desperdiçadas até os últimos minutos.

Antes do apito final, Thiaguinho empurrou o rosto de Marcelo Cordeiro e foi expulso, tornando o clima ainda mais tenso. Pouco depois, Somália fez falta em Mariano e recebeu o segundo amarelo, com o vermelho em sequência. Aos 47, Danny Moraes colocou a Mao na bola e foi mais um a deixar o campo. Ao fim, com brigas e gols perdidos, ficou por isso mesmo. Justo ou não.

 BOTAFOGO 1 x 1 FLUMINENSE

Botafogo
Jefferson; Antônio Carlos, Danny Morais e Fahel (Caio); Alessandro, Leandro Guerreiro, Somália, Lucio Flavio (Renato Cajá) e Marcelo Cordeiro; Herrera e Edno (Edson)
Técnico: Joel Santana.

Fluminense
Fernando Henrique; Gum, Leandro Euzébio e André Luís; Mariano, Diogo, Belletti (Thiaguinho), Conca (Marquinho) e Carlinhos; Emerson e Fred (Alan).
Técnico: Muricy Ramalho.

Data: 25/07/2010 (domingo)
Local: Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz Muniz de Oliveira (RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)
Cartões amarelos: Somália e Danny Moraes (BOT); Belletti, Gum, Diogo, Emerson, Mariano e Carlinhos (FLU)
Cartões vermelhos: Somália e Danny Moraes (BOT) e Thiaguinho (FLU)
Gols: Emerson, aos 16min, e Renato Cajá aos 30min do segundo tempo

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host