UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
25/07/2010 - 21h01

Mano vira "professor" e deixa corintianos esperançosos por convocação

UOL Esporte
Em São Paulo
  • Mano dá volta olímpica no Pacaembu e agradece torcida em jogo de despedida do Corinthians

    Mano dá volta olímpica no Pacaembu e agradece torcida em jogo de despedida do Corinthians

Após o apito final do árbitro Rodrigo Ferreira do Amaral na vitória do Corinthians sobre o Guarani no Pacambu neste domingo, Mano Menezes deixou de ser “Mano” e virou “professor”. Para o lateral-esquerdo Roberto Carlos, o fato de o treinador ser agora o técnico da seleção brasileira força essa mudança de tratamento.

“Agora ele é o professor, porque por ser técnico da seleção, a gente tem que ter mais respeito por ele. Antes, ele era o “Mano”, agora é o “professor”, explicou Roberto Carlos após a homenagem recebida pelo treinador no Pacaembu na sua despedida do comando do Corinthians.

Na preleção, ainda no hotel, Mano havia pedido aos atletas uma vitória sobre o Guarani como presente de despedida. Com dois gols de Bruno César e um de Jorge Henrique, teve o pedido atendido. O meio-campista dedicou o triunfo para o treinador e comentou a possibilidade de ser recompensado com uma convocação já nesta segunda-feira: “Tem um pouquinho de chances então se for pra ser, vai ser”, analisou Bruno César.

O atacante Dentinho quase atrapalhou a festa e o prêmio a Mano Menezes ao ser expulso por tentar acertar uma cotovelada em um adversário, mas, no intervalo, também falou sobre a possibilidade de estar na primeira convocação do treinador. “Está sendo um jogo diferente, são quase três anos todo mundo junto. Ter nosso treinador na seleção brasileira é muito gratificante, vamos ganhar pra ele. Com certeza vamos acompanhar a convocação e vou ficar feliz se estiver na lista”, comentou o camisa 9.

William e Roberto Carlos, dois dos jogadores mais experientes e mais ligados a Mano Menezes dentro do elenco corintiano confirmaram que questionaram o treinador sobre os nomes que constarão na lista a ser divulgada na segunda-feira, mas que não conseguiram informações privilegiadas: “Ele não deu pista em relação a convocação, a gente brinca às vezes, mas ele não é de falar muito. Ele ainda vai chegar na CBF e ver a estrutura, tem 4 anos pela frente. A gente vai desejar o melhor sempre para ele”, garantiu o lateral-esquerdo.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host