UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
25/07/2010 - 12h05

Readaptação ficou mais fácil com Clemer sendo treinador, diz Renan

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

Renan deixou o Inter há pouco menos de dois anos. Atuou pelo Valencia e Xerez na Liga Espanhola e regressa ao Brasil sabendo que precisa se readaptar aos estilo de atuação. O que para muitos jogadores é um fardo, para o goleiro teve menos peso ainda pela presença da figura do ex-companheiro de grupo e, agora treinador da posição, Clemer.

Com 40 anos, o goleiro titular nas conquistas da Copa Libertadores e Campeonato Mundial de 2006, foi peça decisiva para o enquadramento de Renan aos moldes brasileiros de goleiros. “Para mim foi fácil, foi um ponto positivo no retorno ter o Clemer como preparador de goleiros. Ele me conhece bem, sabe das minhas virtudes e o que posso melhorar”, admitiu o titular do Inter para o jogo contra o Flamengo, neste domingo, às 16h, no estádio Beira-Rio.

“O Clemer me motivou muito no período de espera da janela de transferências, onde fiquei esperando para ter condições de jogo”, revelou o atleta de 25 anos, contratado durante o recesso para a Copa do Mundo. Com passagens por Portuguesa e Flamengo, Clemer foi galgado ao cargo na comissão técnica em janeiro, dias após o fim de seu contrato como jogador. Em 2009, Clemer esteve no grupo de jogador, mas pouco atuou. Tinha na sua frente Lauro e Michel Alves.

Em 2006, quando Clemer ajudou o Inter a vencer seus maiores títulos, Renan estava no banco de reservas. O espírito daquele grupo é visto atualmente no elenco. “É um grupo de muita qualidade, mas o importante é ficar marcado por títulos. O outro grupo que participei foi assim, marcando inclusive a mudança no clube”, lembrou Renan.

INTERNACIONAL NO TWITTER

Mesmo curto, o período da Europa modificou o atleta revelado nas categorias de base do Internacional. O goleiro admite as evoluções e garante pode apresentá-las de pronto, quando estiver em campo. “Goleiro, como todo jogador, cresce com o tempo. Vivenciei coisas boas e más situações fora e espero domingo demonstrar a maturidade que adquiri. Sigo em evolução. Com 25 anos eu sou diferente daquele que começou no Inter”, finalizou.

Titular na rodada do final de semana do Brasileirão, Renan deve ficar na reserva contra o São Paulo, na quarta-feira, no primeiro jogo das semifinais da Libertadores. O técnico Celso Roth já admitiu publicamente que Abbondanzieri, 37 anos, é o titular da posição no torneio sul-americano.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host