UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
25/07/2010 - 19h45

Roberto Carlos nega jogo de despedida e pede outra chance na seleção

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Com Mano no comando, Roberto Carlos quer voltar à seleção, mas nega possibilidade de despedida

    Com Mano no comando, Roberto Carlos quer voltar à seleção, mas nega possibilidade de despedida

Há uma semana, Roberto Carlos pedia uma chance na seleção brasileira para “pelo menos fazer um jogo de despedida”. Com a confirmação da ida de Mano Menezes para o comando do selecionado nacional, o discurso do lateral-esquerdo mudou. Apesar da prometida renovação no grupo brasileiro, o camisa 6 do Corinthians acredita que pode conseguir uma vaga.

Questionado sobre a possibilidade de constar na lista de convocados de Mano Menezes na segunda-feira para o amistoso contra os Estados Unidos, Roberto Carlos expressou seu sonho: quer voltar à seleção.

“É claro que a gente tem essa expectativa. Mas se for pra seleção é para jogar. Quero jogar até quando der, mas não quero falar em jogo de despedida da seleção”, garantiu o lateral-esquerdo, um dos destaques do Corinthians no Brasileirão.

Apesar dos 37 anos, Roberto Carlos apresenta série impressionante, atuando os 90 minutos dos últimos 23 jogos oficiais disputados pelo Corinthians. A sequência se quebrará. Ele foi advertido com cartão amarelo no tirunfo sobre o Guarani, 3 a 1, no Pacaembu, e não enfrenta o Palmeiras, dia 1º de agosto, pelo Brasileiro.

“O jogo de despedida é sempre o último. Eu não falei quando quero a despedida. Pode ser em 20 dias, dois anos, quatro anos. Estou feliz pelo o que estou fazendo. Estou trabalhando feliz da vida”.

Após da eliminação do Brasil da Copa do Mundo da África do Sul, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, declarou que o novo técnico da seleção teria que promover uma renovação no grupo brasileiro, priorizando atletas que terão condições de defender o país na Copa de 2014, em casa.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host