UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
26/07/2010 - 07h04

Antes de suposta briga, Jonas era destaque e Rodrigo decepção gremista

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

Jonas e Rodrigo acabaram sendo protagonistas do empate entre Grêmio e Cruzeiro, domingo, em Sete Lagoas. O motivo do destaque dos atletas gremistas não foi gol [Jonas até fez um] assistência, drible ou jogada de efeito, mas sim uma briga nos vestiários da Arena do Jacaré. Jonas teria dado um tapa em Rodrigo após uma forte discussão entre eles. De volta a Porto Alegre, ambos negaram qualquer atrito e se disseram amigos. Antes disso, com a bola rolando, Jonas era o principal nome do time tricolor, enquanto Rodrigo não ia bem na zaga.

O atacante, além de marcar o segundo gol gremista, foi o jogador mais acionado do time. Segundo os números do Datafolha, Jonas recebeu a bola em 37 oportunidades. Pelo terceiro jogo seguido que ele foi a principal alternativa no sistema ofensivo dos comandados de Silas.

Jonas também liderou a contagem de número de arremates em gol: seis no total. O atacante desperdiçou 11 jogadas e teve um dos melhores aproveitamentos de passe do time: 84,6%.

JONAS

  • 37

    bolas recebidas

    Terceiro jogo seguido que o atleta é o mais acionado do time tricolor

  • 84,6%

    passes certos

    Mesmo participando muito do jogo, Jonas teve boa média de passes

Por outro lado, Rodrigo não apareceu bem no jogo. O ex-jogador do São Paulo esteve longe de liderar algum quesito positivo no sistema defensivo. Esteve muito atrás de Ozeia nos desarmes [14 contra 23] e se constituiu no pior passador do time, com aproveitamento de 42,9%.

Jogando no sistema de três zagueiros, o defensor fez poucas faltas, somente uma, mas apareceu somente em seis oportunidades para auxiliar a saída de bola.

A discussão entre Rodrigo e Jonas pode ser reflexo de declarações anteriores. Contra o Grêmio Prudente, ao final do primeiro tempo, Rodrigo reclamou do sistema ofensivo do time, enquanto Jonas esbravejou contra o defesa.

RODRIGO

  • 14

    desarmes

    Superado por Ozeia, que teve 23, Rodrigo não conseguiu destaque

  • 42,9%

    passes certos

    Além disso, o zagueiro teve a pior média de passes certos do time

Para o Grêmio não há nada de incomum na desavença. Dirigentes e comissão técnica consideraram o fato normal dentro de um grupo que almeja sair da situação difícil em que se encontra. "O que aconteceu foi uma cobrança normal de trabalho, que ocorreu em outros momentos, só que vocês [imprensa] nunca tinham visto", disse Silas.

De volta a Porto Alegre, o Grêmio tentou "driblar" a imprensa, mas Rodrigo e Jonas esclareceram a situação. Segundo ambos, houve somente uma discussão normal de jogo e nada demais. Agressões foram completamente descartadas pelos atletas.

Os jogadores do Grêmio treinam nesta segunda-feira iniciando preparação para o clássico Gre-Nal do próximo domingo, no Beira Rio. Em décimo oitavo, o Grêmio amarga a ausência de vitórias nos últimos cinco jogos e busca contra o rival restabelecer a paz no Olímpico.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host