UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
26/07/2010 - 08h50

Infelicidade e má arbitragem foram razões eleitas pelo Grêmio para empate

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

A análise detalhada do empate com o Cruzeiro por 2 a 2, domingo, em Mingas Gerais, ficou prejudicada pela discussão entre os jogadores do Grêmio. Explicando o ocorrido e procurando apaziguar a situação, o técnico Silas não teve tempo de dizer o que fez seu time estar na frente em duas oportunidades e ceder o empate. Em rápidas palavras, a infelicidade nos minutos finais e a pressão exercida pelo árbitro foram as razões eleitas pelo treinador.

"O jogo foi bom dentro de campo, disputado entre jogadores que brigaram muito. Teríamos saído mais felizes se não fosse o gol nos minutos finais. Uma infelicidade nos tirou os três pontos que hoje seriam mais importante que jogar bem. Jogamos muito bem, mas não deveríamos empatar", explicou o treinador.

Silas foi expulso pelo árbitro Marcelo de Lima Henriques aos 25 minutos do segundo tempo. Pouco antes o juiz já havia pedido para que o técnico gremista parasse de reclamar. Ao receber o vermelho, Silas aplaudiu ironicamente o ato.

A reclamação com a arbitragem foi muito forte. Procurando não entrar em detalhes para não ser punido pelo STJD, Silas criticou a conduta do árbitro.

"Eu estava somente conversando com o quarto árbitro, como sempre faço. Depois justificam com pressão e com momento ruim, não é nada disso. O árbitro não teve critérios", referiu o comandante. "Quando acaba um jogo como este eu não falo de arbitragem porque preciso ver com calma", completou.

Os dirigentes do Grêmio fizeram coro a Silas nas reclamações sobre o juiz. "Está ficando chato essa situação contra o Grêmio, poderemos ter que tomar providências na CBF", disse o presidente Duda Kroeff. "Ele pressionou o Grêmio durante todo o jogo", acrescentou Luiz Onofre Meira, assessor de futebol do clube.

Com mais um ponto na classificação, o Grêmio soma 11 mas segue na zona do rebaixamento. O décimo oitavo lugar motivou uma promessa pública do mandatário do clube. Duda Kroeff prometeu que o time sairá desta situação em breve. Silas foi mantido no cargo, mas segue ameaçado pelos maus resultados recentes. "O importante é que não está faltando empenho", definiu Meira.


 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host