UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Almeida Rocha/Folhapress

Ricardo Oliveira comemora ao marcar o segundo gol do São Paulo diante do Ceará

31/07/2010 - 20h24

Em 2min, São Paulo vence Ceará, quebra jejum e ameniza crise com a torcida

Renan Prates
Em São Paulo

O São Paulo precisou de dois minutos para vencer o Ceará por 2 a 1 e amenizar a crise com a torcida nas vésperas da ‘decisão’ contra o Inter pela Libertadores. Ricardo Oliveira estreou no Brasileirão deixando a sua marca.

A vitória fez o São Paulo interromper um jejum de cinco jogos (quatro derrotas e um empate) desde que o clube voltou da parada da Copa do Mundo. Na quinta-feira, o time tricolor tem um jogo decisivo contra o Inter pelas semifinais da Libertadores. No duelo de ida, os gaúchos venceram por 1 a 0 no Beira-Rio.

O triunfo deste sábado no Morumbi serviu também para atenuar a rusga do São Paulo com a sua torcida, que protestou antes da partida dizendo que ganhar a Libertadores é obrigação. Apenas o goleiro Rogério Ceni saiu ‘ileso’ da manifestação pacífica.

O São Paulo mostrou uma postura diferente desde o início do jogo. Mais ativo e vibrante, o time tricolor buscou o ataque a todo momento, contra um Ceará muito acuado e que só se preocupou em se defender.

O novo ataque do time tricolor teve um bom desempenho, apesar da falta de entrosamento. Fernandinho pela esquerda e Ricardo Oliveira centralizado obrigaram o goleiro Diego a trabalhar bastante.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO
6min - UHHHHHHH! Fernandinho faz boa jogada pela esquerda, toca para o meio para Ricardo Oliveira, que bate com perigo por cima do gol
18min - DIEGO SALVA! Hernanes cobra falta na área, Alex Silva cabeceia e Diego espalma para escanteio chance de perigo
24min - DIEGO OUTRA VEZ! Marlos acha Ricardo Oliveira no meio. O atacante tromba com a zaga e chuta em cima de Diego
26min - São Paulo erra na saída de bola, Oziel passa pela zaga e chuta. Rogério Ceni é obrigado a defender em dois tempos
SEGUNDO TEMPO
9min - UHHHHH! Hernanes chuta de esquerda, Diego espalma. No rebote, Ricardo Oliveira chega atrasado e não consegue completar para o gol
11min - UHHHHH! Fernandinho chuta de esquerda, a bola desvia na zaga e o goleiro Diego é obrigado a espalmar para escanteio
21min – GOOOOOOOOL DO SÃO PAULO!!!! Hernanes cobra escanteio na cabeça de Fernandão, que testa sem chance para Diego. Ouça na Jovem Pan
22min – GOOOOOOOOL DO SÃO PAULO!!!! Contra-ataque rápido deixa Ricardo Oliveira na cara de Diego. O atacante só toca na saída do goleiro. Ouça na Jovem Pan
35min - Washington bate da entrada da área e Rogério Ceni espalma, sem dar rebote. No contra-ataque, Dagoberto chuta com categoria e a bola passa muito perto
39min - GOOOOOOOOL DO CEARÁ!!! Erick Flores faz uma bela jogada individual e toca com categoria no canto de Rogério Ceni. Ouça na Jovem Pan
45min - PARA FORA!!! Marlos carrega a bola pela direita, limpa a marcação de dois e bate no ângulo. A bola passa bem perto da trave

Ricardo Gomes mudou o esquema tático do São Paulo contra o Ceará, passando do 3-5-2 para o 4-4-2, com Xandão atuando como um falso lateral e Jean de volante no meio. Porém, o time ficou ‘capenga’, pois só jogava pelo lado esquerdo do campo.

O zagueiro Alex Silva foi o destaque pelo alto. O jogador cabeceou três vezes com perigo: em duas, a bola passou perto da trave. Na outra, o goleiro Diego espalmou para escanteio.

Com o 0 a 0, chuva de vaias no intervalo para os são-paulinos. Os torcedores pediram raça para os jogadores e hostilizaram o técnico Ricardo Gomes, mas Hernanes minimizou o fato: “Estamos bem. Vai sair o gol, a gente vai vencer e com certeza sair dessa fase. A torcida vai apoiar e lotar o Morumbi”.

O jogo caminhava para um empate sem gols entre as equipes, pois tanto o ataque do São Paulo quanto o do Ceará não conseguiam superar as barreiras defensivas. O técnico Ricardo Gomes promoveu as entradas de Fernandão (no intervalo) e Dagoberto, que até o meio do segundo tempo não estavam funcionando.

Porém, em dois minutos tudo mudou. Aos 21min, mais uma vez na bola aérea (a melhor arma do São Paulo na partida), Fernandão deixou a sua marca. Aos 22min, em bobeira da defesa do Ceará, Ricardo Oliveira, que em tese só aguentaria 45 minutos de jogo por falta de ritmo, foi lançado, deu um pique e marcou com categoria.

Poucos minutos depois, o camisa 99 saiu extenuado de campo. Mas a ‘fatura’ já estava liquidada, apesar de o Ceará ter descontado o placar com Erick Flores e ter reclamado de pênalti em Washington no final.

Após ter a sua previsão do intervalo concretizada, Hernanes elogiou a postura do São Paulo na vitória contra o Ceará. "A gente procurou o gol o tempo todo, não tinha feito um jogo como esse depois da parada da Copa do Mundo. Valeu pelo espírito".

OPINIÃO DO ESPECIALISTA

Sem dúvida, o São Paulo mereceu, apesar do susto

SÃO PAULO 2 x 1 CEARÁ

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Xandão (Fernandão), Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Jean, Hernanes, Cleber Santana e Marlos; Fernandinho (Dagoberto) e Ricardo Oliveira (Casemiro)
Técnico: Ricardo Gomes

CEARÁ
Diego; Oziel, Anderson, Fabrício e Ernandes; Heleno (Aílton), Careca, João Marcos (Erick Flores) e Geraldo (Tony); Misael e Washington
Técnico: Estevam Soares

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo
Data: 31/07/2010, sábado
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR/Fifa)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Bruno Boschilia (PR)
Público: 11.793 pagantes
Renda: R$ 242.050,59
Gols: Fernandão (São Paulo), aos 21min, Ricardo Oliveira (São Paulo) aos 22min e Erick Flores (Ceará) aos 39min do segundo tempo
Cartões amarelos: Miranda (São Paulo), Geraldo (Ceará)

Atualizada às 20h56

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host