UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
01/08/2010 - 14h30

Com fraco movimento, Gre-Nal não irá lotar; gremistas imitam macacos na chegada

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha
Em Porto Alegre
  • Torcidas de Inter e Grêmio chegam em pouca quantidade para clássico 382, do Brasileirão

    Torcidas de Inter e Grêmio chegam em pouca quantidade para clássico 382, do Brasileirão

Faltando pouco menos de duas horas do clássico Gre-Nal 382, ainda restam ingressos para colorados e gremistas e o movimento é fraco nos arredores do estádio Beira Rio. Cerca de quatro mil entradas ainda estão disponíveis para os colorados e menos de 500 para gremistas. A chegada dos torcedores adversários foi marcada por tranquilidade e as já tradicionais manifestações racistas contra os torcedores do Inter.

No local destinado para os torcedores do Internacional, não há acúmulo de pessoas e a Polícia Militar consegue conter qualquer manifestação mais forte. Não há atuação evidente de cambistas e já que restam entradas nas bilheterias.

"Temos mais de quatro mil ingressos ainda a venda. Muitos torcedores deixaram para comprar os bilhetes no dia do jogo, até pelo tempo que estava ruim, com chuva. Devemos ter 30 mil pessoas, não mais do que isso. As entradas à venda são para todos os setores do estádio, menos social. Vendemos mais de 13 mil ingressos", disse Alexandre Limeira, assessor do departamento de administração do Internacional ao UOL Esporte.

O movimento não é nada semelhante ao de quarta-feira, quando o Inter venceu o São Paulo, por 1 a 0, no primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores. Assim, a expectativa de lotação se encerra e 30 mil pessoas são esperadas no Beira Rio.

Tranquilidade e racismo

Com o isolamento das vias de acesso ao estádio, a chegada dos torcedores do Grêmio foi tranquila. Não houve nenhum foco de transtorno ou briga com colorados. Contudo, a "bronca" tradicional com a imprensa foi verificada. Ao perceberem que estavam sendo fotografados, gremistas gritavam "Imprensa vermelha", em associação às cores do rival.

  • Marinho Saldanha/UOL Esporte

    Gremistas imitam macacos na chegada ao Beira Rio e são respondidos com o "segunda divisão"

Porém, a presença dos jornalistas não evitou a manifestação racista dos torcedores gremistas. Imitando macacos com gritos e gestos, os gremistas procuravam irritar os colorados, que, dentro do estádio respondiam com o tradicional grito de "segunda divisão".

O ato racista encerrou somente quando a maioria dos torcedores entrou no espaço reservado a eles no Beira Rio.

Internacional e Grêmio se enfrentam a partir das 16h. Cerca de 500 policiais trabalham na partida. Quarto colocado, com 19 pontos, o Inter vem de cinco vitórias seguidas. O Grêmio ainda não venceu depois da Copa do Mundo e tem 11 pontos, na décima oitava posição.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host