UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Neco Varella/Freelancer

Goleiro Renan salvou o Inter com grandes defesas; Victor também foi seguro

01/08/2010 - 18h01

Inter e Grêmio fazem clássico equilibrado e goleiros garantem empate no Beira-Rio

Daniel Cassol, Jeremias Wernek e Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

Foi um Gre-Nal típico, com forte marcação e defesas preponderando sobre os ataques. Cauteloso, o Grêmio se defendeu, fechou espaços para o Inter e levou perigo nos contra-ataques, parando no goleiro Renan, que teve grande atuação e segue sem sofrer gols em três jogos pelo Inter. Quando preciso, Victor também foi seguro no lado tricolor. O Gre-Nal terminou em 0 a 0 e manteve o Grêmio na zona do rebaixamento. O Inter segue no G4 e agora volta suas forças para a semifinal da Libertadores.

Com um time misto reforçado por cinco titulares, além de Giuliano e Andrezinho, o Inter tentou fazer valer o mando de campo e começou o jogo no ataque. Mas a forte marcação gremista logo neutralizou o ímpeto colorado e criou a primeira chance de gol: pressionado por Jonas, o zagueiro Índio atrasou mal e Renan salvou o Inter de sofrer o primeiro gol antes dos dois minutos de partida.

O primeiro tempo seguiu equilibrado. A posse de bola era do Inter, mas o Grêmio fechava os espaços, marcava a saída de bola e ameaçava nos contragolpes. Chances de gol, porém, só com chutes de fora da área.

Aos poucos, a marcação do Grêmio começou a dar resultados e o time cresceu. Aos 25 minutos, mais uma vez Jonas teve vantagem sobre Índio, girou sobre o zagueiro e bateu cruzado. A bola passou rente ao gol vazio de Renan.

Sem criatividade, o Inter só dava trabalho a Victor com lançamentos mal executados. Rafael Sóbis pouco tocou na bola no primeiro tempo. Para confirmar a superioridade, apesar do jogo truncado, o Grêmio teve a grande chance aos 44 minutos. Rodrigo aparou lançamento e a bola sobrou para Borges, que chutou para fora na cara do gol.

PRINCIPAIS LANCES DO GRE-NAL

PRIMEIRO TEMPO
1 min - Índio atrasa mal e Renan precisa sair nos pés de Jonas para salvar o Inter
25 min - Jonas gira sobre Índio e bate cruzado, a bola passa em frente ao gol de Renan
31 min - Em cobrança de falta, Éverton cabeceia para o gol, mas o árbitro marca falta do ataque
44 min - Borges recebe na cara do gol e chuta para fora, perdendo o lance do primeiro tempo
SEGUNDO TEMPO
2 min - Maylson escapa pela direita e bate cruzado; Renan tira com a ponta dos dedos
14 min - Em contragolpe rápido, Giuliano recebe na entrada da área e bate para defesa de Victor
25 min - Hugo cabeceia em escanteio e Renan salva o Inter pela terceira vez

“Está difícil, não estamos conseguindo jogar. Vamos consertar para o segundo tempo”, lamentou Rafael Sóbis no intervalo da partida. “Sabíamos que eles sairiam um pouco mais, por estarem em casa. Apertamos a marcação no começo mas depois demos espaço”, analisou Maylson.

Inter melhora, Renan salva de novo

O Inter voltou com Fabiano Eller no lugar de Índio, reforçando a marcação pelo lado esquerdo. Mas foi por ali que o Grêmio quase marcou, logo aos dois minutos. Maylson escapou pela direita e bateu cruzado. Com a ponta dos dedos, Renan mandou a bola para escanteio. O goleiro do Inter já era um dos nomes do Gre-Nal.

O lance mostrou que o segundo tempo do Gre-Nal era parecido com o primeiro. O Inter tinha mais volume de jogo, mas concluía pouco, já o Grêmio seguia perigoso nos contra-ataques.

Aos 14 minutos, foi o Inter que encaixou um contragolpe rápido. A bola passou por Guiñazu, Rafael Sóbis e encontrou Giuliano pela esquerda da área. O meia chutou forte e Victor fez defesa segura. O Inter já controlava mais a partida.

As mudanças feitas pelos treinadores mostraram o que cada um queria da partida. Silas reforçou a marcação com Edílson no lugar de Maylson e Willian Magrão no lugar de Ozeia, que já tinha cartão amarelo. Pelo lado do Inter, Roth melhorou o ataque e colocou Taison no lugar de Andrezinho, de fraca atuação.

O Grêmio chegou perto novamente aos 25. No escanteio, Hugo cabeceou e Renan, pela terceira vez no jogo, fez grande defesa. Mas o time de Silas já não levava tanto perigo como no primeiro tempo. A entrada de Taison deu poder de fogo ao ataque do Inter e o Grêmio teve que recuar.

OPINIÃO DO ESPECIALISTA

Grêmio pressionou mais e exigiu boas defesas de Renan

O Inter pressionou até o fim, com lances de bola parada e chutes de média distância, mas não conseguiu chegar ao gol. Renan ainda fez mais uma boa defesa, aos 40 minutos finais. Os gremistas reclamaram de um toque de mão de Sandro dentro da área. "Parece que é proibido dar pênalti para o Grêmio", ironizou o presidente do Grêmio, Duda Kroeff. O Gre-Nal 382 terminou em 0 a 0, resultado que mantém o Grêmio na zona do rebaixamento, com 12 pontos. O Inter foi a 20 pontos e segue no grupo da Libertadores.

As duas equipes agora têm compromissos fora do Brasileirão no meio da semana. Na quinta-feira, o Inter pega o São Paulo no jogo da volta da semifinal da Libertadores. No mesmo dia, o Grêmio estreia na Copa Sul-Americana, diante do Goiás no Serra Dourada.

INTERNACIONAL 0 X 0 GRÊMIO

INTER
Renan; Bruno Silva (Daniel), Bolívar, Índio (Fabiano Eller) e Juan; Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Taison), Giuliano; Rafael Sóbis e Everton
Técnico: Celso Roth

GRÊMIO
Victor; Rodrigo, Ozeia (Willian Magrão) e Rafael Marques; Maylson (Edílson), Ferdinando, Adílson, Douglas e Hugo; Jonas e Borges (Souza)
Técnico: Silas

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Data: 01/08/2010, domingo
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP/Fifa)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP/Fifa) e Marco Antônio Martins (SP)
Público: 36.240 (33.037 pagantes)
Renda: R$ 582.595,00
Cartões amarelos: Juan (Inter), Bruno Silva (Inter), Ozeia (Grêmio), Jonas (Grêmio), Hugo (Grêmio), Willian Magrão (Grêmio), Ferdinando (Grêmio)

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host