UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
04/08/2010 - 07h07

Sem Bruno César, Corinthians recorre ao time da Libertadores, mas evita revanche

Roberta Nomura
Em São Paulo

O status de artilheiro do Campeonato Brasileiro, maior finalizador e jogador mais acionado no Corinthians rendeu o protagonismo a Bruno César. No entanto, o meia cumpre suspensão e está fora da partida de domingo contra o Flamengo, maior algoz alvinegro no ano. Com o desfalque, o técnico Adilson Batista deverá recorrer ao time que foi eliminado pelos cariocas na Copa Libertadores, mas evita o clima de revanche.

O novo comandante, aliás, deve ser a única peça que não esteve na eliminação corintiana diante Flamengo nas oitavas de final da Copa Libertadores. Todos os prováveis titulares estiveram em campo no Maracanã ou Pacaembu nos duelos que acabaram com o sonho alvinegro de conquistar a competição continental no ano do centenário.

“Eu não estava aqui, mas já vivenciei inúmeras situações como esta. Não tem que ficar pensando em revanche ou entrar mordido. É outra competição. Mudam-se as peças. O Flamengo está um pouco abaixo na tabela. Temos que pensar na liderança, com inteligência e tranquilidade. É assim que eu vou passar para eles”, falou Adilson Batista.

Os titulares Julio Cesar, Alessandro, Chicão, William, Roberto Carlos, Ralf, Elias, Dentinho e Jorge Henrique estiveram nas partidas contra o Flamengo pela Libertadores e reencontram o algoz no domingo. Também remanescente, Paulinho deve herdar a vaga do volante Jucilei, que viaja no sábado para integrar a seleção brasileira no amistoso contra os Estados Unidos, no dia 10.

Destaque corintiano no Brasileirão, Bruno César seria o único a encarar o Flamengo sem ter presenciado a queda no torneio continental. Suspenso, o meia deve ser substituído por Danilo, Defederico ou Tcheco. O ataque pode ter ainda a volta de Ronaldo, que foi titular nos dois duelos das oitavas da Libertadores.

“Eu acompanhei a partida. O Corinthians fez um grande jogo. Mas em um lance de Kleberson e Vágner Love acabou sofrendo o gol. Faz parte do passado. Agora temos que tentar vencer um adversário tradicional. Rogério [Lourenço, técnico do Fla] está fazendo um bom trabalho e tem bons jogadores”, elogiou Adilson.

Enquanto o Corinthians tem a base do time que caiu na Libertadores, o Flamengo sofreu importantes mudanças. Os atacantes Adriano e Vágner Love voltaram para a Europa. O goleiro Bruno está preso, acusado de participar do desaparecimento da ex-namorada Eliza Samudio.

Vice-líder do Brasileirão com 25 pontos – um a menos do que o Fluminense –, o Corinthians recebe o Flamengo no Pacaembu, às 16h de domingo, pela 13ª rodada. O técnico Adilson Batista projeta acumular ‘gordura’ neste mês de agosto, que antecede o período decisivo da competição, segundo o próprio treinador.

“Temos exemplos recentes. Vai ter uma turma que vai encostar e com poder de chegada também. É importante começar bem e ficar entre os primeiros. O objetivo é a conquista, mas sabendo das dificuldades do campeonato. Tem que ter atenção nos jogos restantes, principalmente nos meses de setembro e outubro. É um período de tensão e jogos decisivos”, concluiu.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host