UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
05/08/2010 - 17h40

Corinthians reutiliza numeração fixa, e Felipe é 'rebaixado' para a camisa 32

Bruno Thadeu
Em São Paulo

Os jogadores pediram, e a diretoria do Corinthians aceitou a ideia de reutilizar numeração fixa nos uniformes, estratégia que havia sido quebrada para a disputa da Copa Libertadores. A mudança na numeração evidenciou a distância entre o goleiro Felipe e o presidente Andrés Sanchez.

Após ganhar três títulos com o clube ostentando a camisa 1, Felipe recebeu a camisa 32, tradicionalmente concedida ao quarto goleiro do elenco.

Felipe segue treinando separadamente do elenco. Ele avisou não ter mais clima para retornar ao time; Andrés Sanchez avisou que não assinará a rescisão do contrato, como pede o atleta. O Corinthians quer que o jogador devolva R$ 700 mil em premiações para liberar a saída. Mas Felipe rejeitou a proposta alvinegra. Goleiro e clube não chegaram a um acordo.

A numeração fixa agradou principalmente a Edu, Dentinho e Jorge Henrique, que recuperaram a 17, 31 e 23, respectivamente. Dentinho utilizava a 31 em 2008. Jorge Henrique conta que se sente bem com a 23, algarismos de “São Jorge”, conta o atacante. Edu atuava em equipes da Europa com a 17.

Ronaldo segue com a 9. Bruno César assumiu a 10, vencendo disputa com Danilo e Defederico. Já o goleiro Bobadilla pegou a 34, sua idade.

Na reorganização dos uniformes, uma curiosidade. Nenhum jogador quis ficar com a camisa 24. Jorge Henrique é o 23, tendo em seguida Tcheco, com a 25.

Confira:

1 Julio Cesar
2 Alessandro
3 Chicão
4 William
5 Ralf
6 Roberto Carlos
7 Elias
8 Jucilei
9 Ronaldo
10 Bruno César
11 Danilo
13 Paulo André
14 Leandro Castan
15 Paulinho
16 Dodô
17 Edu Gaspar
18 Boquita
19 Souza
20 Defederico
21 Iarley
22 Rafael Santos
23 Jorge Henrique
25 Tcheco
26 Renato
27 William Morais
28 Moacir
29 Danilo Fernandes
31 Dentinho
32 Felipe
34 Bobadilla
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host