UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
JARBAS OLIVEIRA/AE/AE

Oziel (e) e Thiago Feltri disputam a bola durante partida que terminou sem gols

08/08/2010 - 17h59

Ceará não aproveita chances e apenas empata com Atlético-GO no Castelão

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Um empate por 0 a 0 diante do último colocado Atlético-GO frustrou a equipe do Ceará e especialmente os torcedores presentes no estádio Castelão, que não perdoaram o técnico Estevam Soares e dispararam gritos de “burro” ao final da partida, válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o time goiano, apesar de seguir na lanterna, deixou o gramado satisfeito com o ponto conquistado fora de casa.

"É muito difícil vir aqui e conseguir um ponto no Castelão", afirmou o zagueiro Daniel Marques. Em um duelo de poucas chances criadas, especialmente pelo lado do Atlético-GO, quem mais se destacou foi o goleiro Márcio, que no etapa inicial deu uma excelente contribuição para que o time goiano não tivesse suas redes balançadas. Além disso, a falta de pontaria dos atacantes do Ceará foi outro fator decisivo para a ausência de gols na partida.

Apesar do empate dentro de casa, o ponto conquistado no Castelão faz com que o Ceará mantenha-se no G-4 e ainda avance à terceira colocação, chegando aos 21 pontos e ultrapassando o Internacional – que não atuou nesta rodada. Porém, o retrospecto da equipe após a Copa do Mundo - e coincidentemente após a chegada de Estevam - preocupa, já que nenhuma vitória foi conquistada após a Copa do Mundo.

Já o Atlético-GO sobe para nove pontos, ainda na 20ª colocação. A diferença para o vice-lanterna (Atlético-MG) é de um ponto.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO
6min - Misael recebe a bola na direita, corta para dentro da área e chuta. Márcio faz grande defesa
9min - QUASE!! Ernandes cobra escanteio da esquerda, Fabrício desvia na pequena área e, em cima da linha, Márcio salva o Atlético-GO
30min - Tony cobra falta na área, Róbston desvia de cabeça para trás e quase marca contra
40min - Tony cobra escanteio, Careca desvia de cabeça e Márcio defende com a ponta dos dedos
SEGUNDO TEMPO
8min - Oziel entra na área pelo lado direito e chuta cruzado, tirando do goleiro. A bola passa perto da trave direita de Márcio
24min - Camilo é lançado na ponta esquerda e cruza rasteiro. Washington domina, gira e chuta na rede pelo lado de fora
31min - NA TRAVE!! Tony cobra falta direto e a bola bate no travessão
32min - Depois de cruzamento de Érick Flores, a bola sobra para Camilo. Ele chuta cruzado, a bola desvia em Welton Felipe e quase entra
42min - Elias cobra falta e Douglas desvia para escanteio

Apoiado por sua torcida no Castelão, o Ceará tomou conta do jogo desde o apito inicial. Porém, a boa participação do goleiro Márcio impediu que os anfitriões abrissem o placar. Aos 6min, o camisa 1 fez boa defesa em chute de canhota de Misael, da entrada da área, e aos 9min, Fabrício desviou cobrança de escanteio na pequena área e Márcio salvou em cima da linha.

Depois da pressão inicial do Ceará, as duas equipes passaram a errar muitos passes e a partida passou a ficar concentrada no meio de campo. A mudança de esquema do novo técnico René Simões não surtia efeito no Atlético-GO, que logo depois voltou a sofrer a mesma pressão do início e mais uma vez contou com as mãos de Márcio para não ficar em desvantagem, desta vez em desvio de cabeça de Careca, após escanteio cobrado por Tony, aos 40min.

“Jogar a responsabilidade para o adversário e tentar em algum contra-ataque fazer o gol”, afirmou o volante Pituca, revelando a estratégia de René Simões para o segundo tempo. O Atlético-GO não conseguiu encontrar este espaço para surpreender o adversário, enquanto o Ceará, apesar de ficar com a posse de bola durante a maior parte do segundo tempo, não conseguiu passar pelo bloqueio defensivo do rival.

Washington teve uma ‘chance de ouro’ aos 25min, após receber cruzamento da esquerda de Camilo. O atacante girou bem para cima do zagueiro e bateu de esquerda; a bola passou muito perto, mas foi na rede pelo lado de fora. A partir daí, o Ceará voltou a crescer na partida, e começou uma ‘chuva’ de gols perdidos pelo time da casa.

Na próxima rodada, a 14ª do Brasileiro, ambas as equipes que se enfrentaram no Castelão neste domingo têm pela frente adversários cariocas. O Ceará viaja ao Rio de Janeiro para enfrentar o Flamengo, no Maracanã, no sábado. No mesmo dia, o Atlético-GO recebe o Botafogo no estádio Serra Dourada.

OPINIÃO DO BLOGUEIRO

"No Castelão, o Ceará bobeou e ficou no 0 a 0 com o lanterna Atlético Goianiense."

CEARÁ 0 X 0 ATLÉTICO-GO

CEARÁ
Diego; Oziel (Clodoaldo), Fabrício, Anderson e Ernandes; Michel, Heleno, Careca (Erick Flores) e Tony; Washington e Misael (Camilo)
Técnico: Estevam Soares

ATLÉTICO-GO
Márcio; Victor Ferraz, Daniel Marques, Welton Felipe e Thiago Feltri (Erandir); Pituca, Ramalho, Róbston, Anaílson (Pedro Paulo) e William (Elias); Rodrigo Tiuí
Técnico: René Simões

Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 08/08/2010 (domingo)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Anderson José de Morais Coelho e João Bourgalber Nobre Chaves (ambos de SP)
Público: 14.524 pagantes
Cartões amarelos: Daniel Marques, Róbston, Márcio (Atlético-GO); Fabrício, Érick Flores (Ceará)

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host