UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
10/08/2010 - 07h01

Com Renato Gaúcho, Grêmio aposta em treinador 'boleiro' e identificado com o clube

Daniel Cassol
Em Porto Alegre
  • Renato Gaúcho comanda o Bahia nesta terça e, depois, deve dar resposta à oferta do Grêmio

    Renato Gaúcho comanda o Bahia nesta terça e, depois, deve dar resposta à oferta do Grêmio

Mesmo tendo no currículo um rebaixamento para a segunda divisão, Renato Gaúcho pode ser anunciado como treinador de um Grêmio que se mantém na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A identificação com o clube e o perfil “boleiro” são as apostas da direção para que Renato Gaúcho tire o Grêmio da crise.

“O Renato, para o Grêmio, tem um significado especial. Ele é o maior ídolo da história do clube e sempre foi tratado de forma especial”, afirmou o assessor de futebol do Grêmio, Alberto Guerra. Nesta segunda, Guerra esteve reunido com o procurador do técnico, que deve responder à proposta gremista até a manhã desta quarta.

Mal no Campeonato Brasileiro, o Grêmio vem vivendo problemas no grupo de jogadores. Além de casos entre a briga envolvendo Jonas e Rodrigo, são frequentes as reclamações públicas de jogadores e atitudes como a de Douglas, que reclamou ter sido colocado para marcar os adversários no último domingo.

Na primeira entrevista de jogadores após a demissão de Silas, o atacante Borges negou má vontade no grupo. “Acredito que ninguém tem tido má vontade, todo mundo tem se dedicado, mas infelizmente os resultados não têm acontecido. Somos maduros o suficiente para sair da situação”, afirmou.

Diante do ambiente conturbado, a saída da direção do Grêmio foi buscar um treinador com perfil “boleiro” e identificado com o clube – além de resolver os problemas no vestiário, Renato Gaúcho poderia recuperar o apoio da torcida, que vem realizando protestos nas últimas semanas.

Renato Gaúcho foi um dos principais jogadores do Grêmio nos títulos da Libertadores e do Mundial Interclubes, em 1983. Em Tóquio, marcou os dois gols da vitória gremista sobre o Hamburgo. Renato Gaúcho ainda conquistaria dois títulos estaduais antes de deixar o Grêmio em 1987.

O Renato tem um significado especial para o Grêmio. É o maior ídolo da história do clube

Alberto Guerra, assessor de futebol do Grêmio

A trajetória recente de Renato Gaúcho como treinador, porém, inspira cuidados. Nos últimos anos, o treinador foi demitido pelo Fluminense duas vezes, devido ao risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu evitar a queda do Vasco da Gama em 2008. E sair da zona do rebaixamento é a primeira missão do novo treinador do Grêmio, atualmente na 18a posição, com 12 pontos.

O ponto alto da carreira de Renato Gaúcho como treinador foi à frente do Fluminense. Em 2007, o técnico levou o clube carioca ao título da Copa do Brasil. No ano seguinte, chegou à final da Libertadores, perdendo para a LDU.

Atualmente no Bahia, Renato Gaúcho mantém a equipe na sétima colocação do Brasileiro da Série B, mas encostado no G4. A equipe tem 20 pontos, a uma vitória da Portuguesa, na quarta colocação. Em doze jogos, são seis vitórias, dois empates e quatro derrotas. Renato Gaúcho chegou a ficar invicto durante cinco rodadas, vencendo quatro partidas e empatando uma.

Se Renato Gaúcho aceitar o convite do Grêmio, deve comandar o time gaúcho já nesta quinta-feira, de dentro do reservado do estádio Olímpico. O Grêmio enfrenta o Goiás, pelo jogo da volta da Copa Sul-Americana. Caso a negociação não se concretize, outros nomes são cotados para treinar o Grêmio, como Tite e Geninho.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host