UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
15/08/2010 - 07h04

Ambientado no Fluminense, Emerson já fala em prorrogar seu contrato

Marlos Bittencourt
No Rio de Janeiro

Após seis meses defendendo o Flamengo, Emerson deixou o clube e se transferiu para o futebol árabe. Pela atitude, foi rotulado como um “jogador financeiro”. Há menos de um mês no Fluminense, com o qual tem contrato até dezembro de 2012, ele disse que pretende ficar por mais cinco temporadas nas Laranjeiras.

“Tenho mais dois anos e meio de contrato, mas se pudesse prolongar por mais tempo eu o faria. Se me dessem um contrato de mais cinco anos, assinaria no ato. Estou sendo muito bem tratado no Fluminense e não quero mais sair do clube”, afirmou.

O atacante revelou que torcedores, quando souberam que o Fluminense iria contratá-lo, ficaram desconfiados. Sheik, porém, afirmou ter uma boa teoria para derrubar todo e qualquer preconceito.

“Estou sendo tratado com carinho pela torcida. No meu primeiro dia no Fluminense, tive o meu nome gritado pelos torcedores. Não abro mão de conquista os torcedores. Cheguei com muita desconfiança e apoio zero. Mas li em algum lugar que 90% dos torcedores me apoiam. Os outros 10% são contra, mas eles não devem ser tricolores”, disse.

Emerson disputou três partidas com a camisa do Fluminense e marcou três vezes. Muitos torcedores têm afirmado que ele se encontrou no clube e formará dupla perfeita com Fred. Mas o atacante preferiu adotar um discurso humilde.

“Estou no Fluminense buscando o meu espaço, como todos os outros jogadores. Marquei três gols, mas não sou ídolo de nada nem mesmo titular. Meu primeiro desejo é conquistar o título brasileiro. Temos um time de guerreiros, somos jogadores com limitações, mas com muita coragem”, encerrou.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host