UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Fábio Berrial/Freelancer

Douglas: se tiver que tomar minha cerveja, tomo em casa para evitar atritos com torcedores na noite

17/08/2010 - 11h49

Douglas rechaça rótulo de 'baladeiro' e problemas no grupo do Grêmio

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

Douglas foi protagonista de um dos pontos fundamentais na troca de treinador do Grêmio. Em discussão aberta com o ex-técnico do Grêmio, o meia reclamou de ser obrigado a marcar os volantes do oponente, e Silas não gostou. Com a chegada de Renato Gaúcho, o ex-corintiano evoluiu muito e foi um dos destaques da vitória contra o Goiás. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, Douglas rechaçou problemas com o ex-técnico e o rótulo de "baladeiro" que o acompanha desde os tempos de Corinthians.

"Não há nada errado comigo fora de campo, sou um cara tranquilo. Não saio de casa, não vou para a noite, não tenho nenhum problema. Se for tomar minha cerveja, tomo em casa para evitar atritos. O que o pessoal fala eu não ligo muito porque sabemos que é tudo reflexo do resultado. Muita gente fala besteira, coisas que não existem. Tenho minha consciência tranquila, sou um cara muito família", desabafou o meia.

Enquanto Douglas treinava no gramado suplementar do Olímpico, os torcedores que acompanhavam a atividade gritavam para ele não ir para a noite, que estavam de olho.

"Mal conheço um shopping em Porto Alegre. O que os outros falam não faz a mínima diferença. Me cuido muito, sou pai de família e não tenho tempo para sair à noite. Quando tenho folga eu fico em casa", referiu.

O rótulo de "baladeiro" acompanha Douglas desde os tempos de Corinthians. Em São Paulo, se dizia que o meia era figura frequente na noite.

"Em São Paulo teve um cara que falou isso. Ele disse eu chegava da noite direto para os treinamentos, que estava me separando e ia para a noite. Quando não se está bem aparece este tipo de comentário", disse.

Depois da discussão pública com Silas, Douglas disse não haver problema entre o grupo de jogadores e o ex-técnico. Porém, com Renato Gaúcho no comando, as coisas melhoraram na avaliação do meia.

"Não houve problema algum. O Silas é um cara fantástico, bacana e eu nunca tive problema com ninguém. Pelo que sei e o que convivo no vestiário, não houve problema algum. Ele tentou a todo o momento melhorar as coisas, não houve nenhuma discussão, mas acontece e a diretoria mudou o comando", finalizou.

O treinamento desta manhã foi técnico no gramado suplementar do Olímpico. Enquanto o Grêmio utilizou o campo, o Chivas, que enfrentará o Internacional na final da Libertadores, trabalhou no principal. O próximo compromisso gremista é sábado, às 18h30, em Fortaleza, contra o Ceará.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host