UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
FI

Corinthians trouxe apenas o goleiro paraguaio Bobadilla na fase pós-Copa

18/08/2010 - 07h00

Contra milionário Fluminense, Corinthians admite disputa desigual pelo topo

Bruno Thadeu
Em São Paulo

O Corinthians viu o Fluminense se desgarrar na disputa do Brasileiro e avalia que terá de reverter essa situação na raça, pois no campo financeiro o time carioca está sobrando diante dos demais concorrentes. A avaliação é do presidente do time paulista, Andres Sanchez, que afirma trabalhar dentro de um orçamento bem inferior em comparação ao clube do Rio.

FLU: LÍDER E REFORÇADO

  • Agência Photocamera

    Fluminense repatriou o meia Deco

  • Agência Photocamera

    Washington voltou ao time do Rio

  • Agência Photocamera

    Belletti disputa vaga com Mariano

Líder do Nacional, o Fluminense (32 pontos) conta com o suporte financeiro da Unimed, responsável pelas contratações de peso do clube, bancando os salários das principais estrelas do elenco, entre as quais o atacante Fred.

“Nessas horas é importante ter os pés no chão. Eu sei que o Fluminense está contratando muito e não está vendendo. Mas cada um sabe até onde o calo aperta. O Fluminense está fazendo contratações acima da nossa realidade”, reconheceu o dirigente corintiano.

O time carioca negociou o atacante Alan para o futebol austríaco, mas trouxe cinco reforços a partir da fase de interrupção do Brasileiro por causa da Copa do Mundo. Chegaram os meio-campistas Deco e Valencia, o lateral Belleti, além dos atacantes Emerson e Washington.

Neste mesmo período, o vice-líder Corinthians (28 pontos) contratou o goleiro paraguaio Bobadilla, atualmente reserva de Julio Cesar.

A diretoria alvinegra culpa o mercado inflacionado pela escassez de reposições no elenco. Foram considerados caros os atacantes Guilherme, do Dyanamo de Kiev, Deivid, do Fenerbahce, e Miralles, do Colo Colo.

Já o atacante Gilmar, do Guimnamp, foi reprovado nos exames médicos. Gilmar, aliás, pode negociar com o Fluminense.

Com o zagueiro Thiago Heleno, não houve acerto entre Corinthians e empresários. Mesmo sem acordo, Heleno ainda treina no Parque São Jorge. Já o atacante Diogo abriu negociações com o Corinthians, mas deu preferência ao Flamengo.

Para contratar um jogador do exterior, os clubes brasileiros têm até quinta-feira para viabilizar a transferência, aumentando a correria nos bastidores.

“Está difícil contratar. Eles [atletas no mercado] estão pedindo muito alto”, diz Andres.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host