UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Renata Lufti/Justiça Desportiva

Ronaldo alega que histórico de contusões prejudica no processo de perda de peso

18/08/2010 - 13h11

Fora de forma, Ronaldo cogita encerrar a carreira no fim da temporada

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Ronaldo completou 101 dias afastado do time do Corinthians e trava intensa disputa com a balança para retornar aos gramados no dia 29, contra o Vitória, no Pacaembu. O Fenômeno conta que fará o possível para manter a meta de encerrar a carreira no fim de 2011, mas admite que esse plano pode ser encurtado.

101 DIAS SEM RONALDO EM CAMPO

  • Ronaldo/Twitter

    Ronaldo não joga há 101 dias. Em meio a uma sequência de lesões e sem ritmo de jogo, o Fenômeno vive no estaleiro e força o Corinthians a buscar outras opções para o ataque. A distância dos campos, porém, não impede que Ronaldo mantenha seus compromissos. Neste intervalo, Ronaldo ganhou espaço no mundo dos negócios, relacionou-se com celebridades e impressionou os fãs pelo sobrepeso ao voltar a treinar.

"Não está doendo, está dando uma tristezazinha. Vivi a vida toda dentro do futebol, e está chegando cada vez mais perto o fim da carreira. Mas vamos fazer um último sacrifício para terminar o ano bem e decidir depois se continuo no ano que vem", declarou Ronaldo à TV Globo.

No treinamento desta quarta-feira, Ronaldo participou de um descontraído treino técnico em metade do campo do Parque São Jorge.

"Pode ser [que seja em algum jogo desse ano]. Mas vou me esforçar muito para que no fim do ano meu esforço seja uma recompensa e se Deus quiser paro no fim do ano que vem", finalizou.

A questão do sobrepeso, antes evitada pelo próprio jogador, já é admita pelo Fenômeno. Pelo twitter, o atacante reconheceu que está acima do peso ideal para um atleta profissional. Na avaliação de Ronaldo, as seguidas lesões e o histórico de problemas físicos interferem no processo de recondicionamento físico.

Ele nega que os eventos sociais tenham interferência negativa no trabalho de perda de peso.

"Tenho que voltar a jogar quando estiver bem, uma vez que serei cobrado dentro de campo. Briguei com a balança e contra as dores que a maioria dos jogadores têm. Mas são dores que vamos superar e passar por cima. Fiquei dois meses lesionado e é natural que ganhasse peso, e isso só se recupera treinando".

Corinthians quer Ronaldo até depois do adeus

A hipótese levantada por Ronaldo de abreviar o adeus nos campos é minimizada pelo presidente do clube, Andres Sanchez, que pretende convencer o jogador a cumprir integralmente o contrato.

O projeto do Corinthians é manter o Fenômeno no Parque São Jorge mesmo após a aposentadoria. Por enquanto não há um cargo específico para Ronaldo depois do adeus. Apenas ideias, diz Andres.

Ronaldo poderia exercer a função de embaixador corintiano, semelhante ao posto ocupado atualmente por Marcelinho Carioca. Irônico, Andres fala até em oferecer o cargo de técnico a Ronaldo quando se despedir dos campos.

“Estamos torcendo pelo retorno do Ronaldo e ele vai voltar rapidamente. Ele vai jogar no Corinthians até o fim do contrato e se quiser poderá ser treinador depois”, comentou o dirigente.

Ronaldo, porém, avisou que não pretende seguir carreira como técnico. Ele quer seguir no ramo empresarial, atuando no mercado esportivo.

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host