UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
18/08/2010 - 09h03

Sem responsabilidade defensiva, Douglas melhora e agradece a Renato Gaúcho

Marinho Saldanha
Em Porto Alegre

A principal reclamação de Douglas no Grêmio era a necessidade de marcar. No esquema proposto por Silas, o armador precisava acompanhar os volantes, algo que o desagradava. A troca de treinador foi positiva para o ex-corintiano, que não precisa mais defender, subiu de produção e agradece a Renato Gaúcho.

"A liberdade que ele me deu dentro de campo facilitou muito. O fato de jogar mais para frente e com liberdade total para armar também. Agora posso até concluir as jogadas. Isso fez com que eu crescesse bastante no último jogo", garantiu o meia.

A formação proposta pelo treinador é, inicialmente, mais cautelosa do que a anterior. Silas usava o 4-4-2, mas Renato Gaúcho prefere o 3-6-1. Contudo, o comandante rechaça qualquer possibilidade de retrancar o Grêmio e explica que o importante é o número de jogadores que chega ao ataque quando a equipe tem a bola.

"Fica melhor para jogar. Quem arma as jogadas, se ficar correndo atrás dos volantes, quando pega na bola não tem a explosão necessária. Do jeito que está agora é bom de jogar. Obviamente vamos marcar e fazer 'sombra' nos volantes para ajudar os companheiros, mas o importante é sempre estar bem posicionado do meio para frente", explicou Douglas.

Pelas atuações abaixo da média, Douglas vinha sendo constantemente vaiado pela torcida gremista. Contra o Goiás, em vez do xingamentos, o meia ouviu aplausos e credita isso ao novo momento.

 

"O Renato não teve uma conversa específica comigo, mas com o Jonas e o Souza também. Temos total liberdade para jogar do meio para frente. Se errarmos, podemos fazer de novo. Sempre que alguma jogada dá certo é perigo de gol ou até gol. Estávamos correndo errado, desorganizados, por isso que o futebol não aparecia. O grupo tem jogadores de qualidade e uma hora ou outra voltaria a vencer", garantiu o meia. "Que fique claro que não é uma crítica ao Silas, mas estávamos correndo errado e desorganizados. Ele tentou de todas as formas, mas o futebol é assim", completou.

Renato Gaúcho sinalizou a manutenção da mesma ideia tática do último jogo. No próximo sábado, contra o Ceará, em Fortaleza. Fábio Rochemback e Adílson estão vetados pelo departamento médico e sequer foram relacionados para a partida. Por outro lado, Maylson volta após cumprir suspensão e deve ficar no banco de reservas.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host