UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
23/08/2010 - 07h00

Corinthians repete campanha do tetra, e São Paulo tarda a reagir

Carlos Padeiro e Thales Calipo
Em São Paulo

A convincente vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo animou a torcida do Corinthians no desafio de alcançar o Fluminense, líder do Campeonato Brasileiro. A euforia ganha respaldo no fato de a campanha atual ser igual à de 2005, quando o clube alvinegro faturou o tetracampeonato.

Já a equipe tricolor vive fase oposta e não consegue repetir as reações das temporadas anteriores. O time do Morumbi tem apenas 17 pontos, é o 15º e convive com a ameaça de rebaixamento – tem dois pontos a mais do que o Grêmio, que abre a zona da degola.

Ao término da 15ª rodada, a equipe do técnico Adilson Batista soma 31 pontos e está a dois do Flu. Há cinco anos, o clube de Parque São Jorge, à época comandado por Márcio Bittencourt, somava os mesmos 31 pontos e ocupava o segundo lugar, atrás da Ponte Preta.

“O momento é bom, é só saber aproveitar a partir de agora”, comentou o lateral-esquerdo Roberto Carlos, após o triunfo no Pacaembu. “O Corinthians vem em uma crescente dentro da competição e isso ajuda muito para que a gente possa pensar em ganhar o campeonato. É bom colocar na cabeça de cada um que tem que manter esse nível de jogo.”

Presente nas sete últimas edições da Copa Libertadores, o São Paulo está a sete pontos do G-4. Entre 2006 e 2009, o clube soube reagir após os insucessos na Copa Libertadores. No ano passado, por exemplo, Ricardo Gomes assumiu o comando em situação similar, e as vitórias surgiram a partir da 12ª rodada. Na 15º, a equipe já estava com 21 pontos, de olho no G-4.

Agora, porém, os resultados tardam a aparecer após a eliminação para o Internacional, nas semifinais do torneio continental. Essa é a pior campanha desde 2005, quando o time de Paulo Autuori deixou o Brasileiro de lado porque ganhara a Libertadores e o foco estava no Mundial de Clubes, em dezembro.

“Não estou preocupado com a tabela neste momento, porque tem muita coisa para acontecer no campeonato. Penso em relação ao nosso time, pois temos de jogar mais. Fomos mal, mas não adianta falar porque parece que estamos procurando desculpa”, opinou Fernandão.

“O São Paulo hoje está a dois pontos da zona de rebaixamento e a sete do G-4, mas vamos olhar para o topo da tabela, que hoje está distante, mas é o nosso objetivo”, observou o técnico interino Sérgio Baresi.

Na quarta-feira, às 22h, o Corinthians vai a Uberlândia enfrentar o oitavo colocado Cruzeiro, enquanto o São Paulo recebe o Vasco, que figura em nono lugar, no Morumbi.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host