UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
23/08/2010 - 08h11

Mesmo com grande concorrência, Andrezinho garante estar feliz no Inter

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

Passada a final da Copa Libertadores, o Internacional vive um momento de mudanças. Reformulação no elenco, saídas e possíveis chegadas. Mas se depender de Andrezinho, ele seguirá no estádio Beira-Rio. Mesmo que não seja titular e tenha perdido espaço para jogar. Na visão do atleta, fazer parte de um grupo como o do time gaúcho é melhor do que ser titular em uma equipe mais fraca.

“Às vezes é melhor estar em um grupo forte, disputando títulos, do que ser titular em uma equipe que vai lutar para não cair”, opinou o jogador. “Estou feliz no Inter”, completou. Anteriormente, Andrezinho era uma espécie de 12º jogador. Aquele que sempre entrava nas partidas, normalmente no segundo tempo, acrescentando qualidade – especialmente na bola parada.

Um posto perdido para Giuliano, que foi reserva na maioria dos jogos da Libertadores, mas fez gols fundamentais, tal qual fazia Andrezinho em tempos idos. “A concorrência é saudável. Eu já tive oportunidades de fazer gols, dar assistências, jogar e ir bem. O Giuliano está sendo feliz, iluminado. O Tinga dispensa comentários, ídolo da torcida”, comentou ao ser questionado sobre seus ‘adversários’ dentro do elenco.

Andrezinho foi contratado no começo de 2008, participou das campanhas exitosas em Copa Sul-Americana e Libertadores. Foi dos pés dele que saiu o passe para o gol de Giuliano, contra o Estudiantes, na Argentina, garantindo o clube gaúcho nas semifinais do torneio sul-americano.

De atuação discreta na partida contra o Atlético-GO, Andrezinho foi sincero ao admitir que o empate com o lanterna, mesmo sendo dentro de casa, acabou sendo justo. “O empate ficou de bom tamanho no fim”, comentou. “No primeiro tempo erramos muito passe. Foi por causa do entrosamento. Mas não podemos nos esconder atrás disso”, completou.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host