UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
23/08/2010 - 18h25

Torcida entra no CT, conversa com jogadores e apoia Dagoberto

Carlos Padeiro
Em São Paulo

Um grupo de torcedores da principal organizada do São Paulo teve permissão para entrar no CT da Barra Funda, na tarde desta segunda-feira, e conversar com jogadores e dirigentes. Dagoberto, afastado da equipe após a eliminação na Copa Libertadores, foi o único que teve seu nome gritado.

Já Renato Silva, Cleber Santana e Alex Silva viraram motivo de protestos, porque teriam sido vistos em 'noitadas' recentemente na capital paulista.

Os torcedores permaneceram nas arquibancadas do campo 1 do CT da Barra Funda. O trabalho com bola para os reservas ocorreu no campo 3, enquanto os titulares foram submetidos a uma atividade de recuperação muscular, todos distantes da torcida.

Alguns jogadores, porém, decidiram conversar com os membros da organizada, entre eles Cleber Santana, Junior Cesar, Jean, Alex Silva e Ricardo Oliveira. O vice-presidente de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, também falou com os manifestantes.

“Vamos respeitar o torcedor. Eles têm o propósito da manifestação, do apoio e do pleito. Claro que alguns descontroles acontecem, uns são mais agressivos, mas eles apresentam a mesma insatisfação de todos nós”, opinou Leco.

Em baixa no clube, Dagoberto agora conta com o respaldo do torcedor. O seu nome foi o único que ecoou das arquibancadas: “é Dagoberto! É Dagoberto!”. Outros atletas foram aplaudidos, como o jovem Casemiro.

Na semana passada, o camisa 25 recebeu uma proposta do futebol ucraniano que agradou a cúpula tricolor, entretanto a rejeitou. Segundo o seu empresário, o atacante prefere continuar no São Paulo, apesar de ter sido apontado, por alguns cartolas, como um dos principais culpados pela eliminação na Copa Libertadores.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host