UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Sátiro Sodré/AGIF/AE

Jobson marcou o gol que deu a quinta vitória seguida ao Botafogo no Brasileiro

26/08/2010 - 07h04

Após cinco vitórias seguidas, Botafogo está perto de igualar recorde de 2008

Pedro Ponzoni
No Rio de Janeiro

O Botafogo vive um momento de ascensão no Campeonato Brasileiro. Com cinco vitórias consecutivas, a equipe deixou a temida zona de rebaixamento e passou a figurar entre os quatros melhores da competição. Se não bastasse a boa fase, os comandados de Joel Santana estão perto de igualar um recorde conseguido pelo Alvinegro na edição 2008 da competição nacional.

CONFIRA A SEQUÊNCIA DE 2008

Botafogo 2 x 0 Goiás
Atlético-PR 0 x 3 Botafogo
Figueirense 1 x 2 Botafogo
Botafogo 1 x 0 Palmeiras
Sport 0 x 1 Botafogo
Botafogo 1 x 0 Cruzeiro

Caso a equipe derrote o Internacional, sábado, às 18h30, no Beira-Rio, pela 17ª rodada terá atingido o feito do time treinado por Ney Franco há dois anos. Na oportunidade, o time venceu seis partidas de forma seguida. Os adversários foram os seguintes: Goiás, Atlético-PR, Figueirense, Palmeiras, Sport e Cruzeiro. A série acabou sendo interrompida com o empate diante do Vasco, dia 24 de agosto.

Mesmo com a boa sequência, o Botafogo não conseguiu terminar o Brasileiro com uma colocação capaz de fazer o torcedor comemorar. Por conta dos salários em atraso e alguns problemas internos, o time foi incapaz de manter uma boa regularidade e terminou o certame em sétimo lugar, com 12 pontos a menos que o Palmeiras, quarto colocado.

A equipe atual iniciou a série positiva no dia 1° de agosto, quando passou pelo Vitória por 3 a 1. Liderado por Jobson, o time ganhou após oito jogos de jejum e deixou a “turma da degola”. Com os triunfos seguintes sobre Atlético-MG (3 a 0), Atlético-GO (2 a 0), Avaí (1 a 0) e Ceará (1 a 0), o Alvinegro passou a figurar no G-4 do Brasileirão.

Presente da equipe de 2008, Alessandro não quis fazer maiores comparações com o time atual. O lateral-direito procurou exaltar o atual grupo de jogadores e lembrou que o plantel possui mais jogadores decisivos.

“Os grupos são diferentes, mas conseguindo vencer fica mais fácil trabalhar. O time daquela época também era bom, mas alguns fatores impediram que ficássemos entre os quatro melhores no final. Espero que dessa vez seja diferente porque temos mais jogadores decisivos. Isso faz diferença”, disse.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host