UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
02/09/2010 - 13h02

Palmeirenses minimizam carta de Lincoln e evitam reclamar de dívida

Rodrigo Farah
Em São Paulo
  • Ainda sem em tratamento por lesão, Lincoln virou protagonista de polêmica por conta de uma dívida

    Ainda sem em tratamento por lesão, Lincoln virou protagonista de polêmica por conta de uma dívida

O documento extrajudicial enviado pelo meia Lincoln à diretoria do Palmeiras não afetou o clima da equipe. Esta, pelo menos, é a imagem que os jogadores fizeram questão de transmitir nesta quinta-feira. Sem querer se envolver no assunto, o elenco alviverde minimizou a carta do camisa 99 e também voltou a atenuar o atraso no pagamento dos direitos de imagem do restante dos atletas.

“Não temos que ter nenhuma opinião sobre isso. É um assunto interno da diretoria e do Lincoln. Na verdade, nós jogadores não deveríamos nem comentar sobre o assunto, pois não nos diz respeito e não nos afeta em nada”, afirmou o zagueiro Danilo.

O advogado de Lincoln enviou uma carta à diretoria cobrando algumas pendências financeiras que remontam à contratação do atleta em fevereiro deste ano.

Isso porque o meia pagou metade da sua multa rescisória com o Galatasaray (TUR) para depois receber o valor em parcelas do Palmeiras. O clube alviverde, no entanto, só acertou a primeira prestação com o meio-campista.

Atualmente, Lincoln está afastado do time para realizar fortalecimento muscular. O jogador se recuperou de duas lesões seguidas, mas só deverá voltar a ser escalado na próxima semana.

Enquanto isso, os jogadores continuam com os direitos de imagem atrasados. Segundo a diretoria, a dívida deverá ser quitada em até 15 dias, e os atletas mantêm o discurso de que a demora não irá influenciar a campanha da equipe no Campeonato Brasileiro.

“O grupo não está pensando no problema do Lincoln ou nesse atraso. Quem tem que falar sobre isso é a diretoria. Estamos tranquilos e felizes aqui no Palmeiras”, comentou Maurício Ramos.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host