UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
02/09/2010 - 07h02

São Paulo clama por Fernandão para evitar ataque 'zerado' pós-Copa

Luiza Oliveira
Em São Paulo

Fernandão se machucou, travou uma luta durante a semana e ainda sentia dores na véspera da partida contra o Atlético-GO. Mas o São Paulo não mede esforços para colocá-lo em campo. Isso porque sem o centroavante, o ataque tricolor não inspira muita confiança e não marcou sequer um gol depois da pausa da Copa do Mundo.

  • Wagner Carmo/VIPCOMM

    Após torcer o tornozelo, Fernandão treinou, mas sentiu dores e ainda é dúvida para a partida

  • Vipcomm/Divulgação

    Sem Fernandão, a dupla Fernandinho e Dagoberto será titular, mas terá que superar o jejum de gols

Desde o recomeço do Campeonato Brasileiro, os únicos atacantes que fizeram gols foram ele próprio, que torceu o tornozelo esquerdo contra o Fluminense, e Ricardo Oliveira, baixa confirmada, vítima de uma tendinite no joelho esquerdo.

Artilheiro do time no Brasileiro, Fernandão treinou nesta quarta-feira por cerca de 30 minutos, mas sentiu dores e interrompeu a atividade para fazer tratamento no Reffis. Isso pode prejudicar o trabalho de Sérgio Baresi, que treinou a movimentação ofensiva acreditando na presença do jogador.

Se o centroavante não estiver em campo, a dupla será formada por Fernandinho, que marcou seu último gol em abril, e Dagoberto, em jejum desde o dia 6 de junho, quando brilhou com os três gols no triunfo por 3 a 1 sobre o Grêmio. Depois, no entanto, não conseguiu repetir a dose.

Em 12 jogos disputados desde então, o atacante participou de seis, sendo quatro como titular. Nesse período, se envolveu em polêmica com a diretoria e chegou a não ser relacionado após reclamar de ficar na reserva e das críticas recebidas.

Por pouco Dagoberto não foi negociado ao receber uma proposta de 4 milhões de euros do ucraniano Metalist, aceita pelo São Paulo. Mas o jogador não se interessou, permaneceu no clube com o fim da janela de transferências e tem nova chance de ser titular nesta quinta, caso Fernandão seja realmente vetado pelo departamento médico.

Fernandinho tem desempenho ainda pior. Seu último tento foi em 21 de abril, quando o São Paulo venceu o Once Caldas-COL, por 1 a 0, pela Copa Libertadores. O time tricolor disputou mais 23 jogos, que tiveram a participação do atleta em 17 deles. Mas não foram tantas chances como titular: apenas seis vezes.

Fernandinho espera findar o retrospecto ruim e se firmar no São Paulo. “Estou na expectativa para que esta sequência seja mais longa, até para me dar um pouco mais de moral e tranquilidade. O grupo e o Baresi têm me apoiado bastante. Venho crescendo nessas partidas e tenho muito a evoluir ainda”, disse.

O atacante ainda ressaltou a falta que Fernandão pode fazer, mas pensa em outras estratégias para supri-la. “Com a referência, é sempre melhor para mim. Se o Fernandão não puder jogar, vou fazer o melhor para as jogadas continuarem saindo. Temos as opções que vêm de trás e isso não vai prejudicar tanto assim”, disse.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host