UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Juliana Flister/VIPCOMM

Wellington Paulista comemora com Fabrício gol que deixa time na primeira colocação

10/10/2010 - 17h59

Cruzeiro sofre, mas vence o Flu, e assume a liderança do Brasileirão

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

O Cruzeiro, que venceu o Fluminense, por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Parque do Sabiá, em Uberlândia, é o novo líder do Campeonato Brasileiro. O time celeste, que ao lado do Grêmio tem a melhor campanha do returno, com 23 pontos conquistados em 30, superou o tricolor carioca, que sofreu a sua segunda derrota consecutiva. A equipe de Muricy Ramalho, que havia perdido para o Santos, como mandante, por 3 a 0, pressionou o adversário até o fim do jogo em busca do empate, que não saiu.

Já o time comandado pelo técnico Cuca, que vinha de um triunfo sobre o Goiás, no Serra Dourada, por 1 a 0, mas havia tropeçado em uma de suas casas no Brasileiro, ao empatar com o Atlético-PR, em 0 a 0, no último dia 2, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, demonstrou que se sai bem no Parque do Sabia. A equipe tem 100% de aproveitamento naquele estádio em Uberlândia, com quatro vitórias no mesmo número de jogos.

Com a vitória, o Cruzeiro chegou a 54 pontos, deixando o Fluminense na vice-liderança, com 52. O Corinthians, que foi derrotado, por 4 a 3, em São Paulo, pelo Atlético-GO, que luta contra o rebaixamento, se manteve em terceiro lugar, com 49, mas viu o clube mineiro abrir cinco pontos na primeira colocação. Não foi um triunfo fácil. O Fluminense foi superior ao Cruzeiro em grande parte do jogo, mas desperdiçou muitas chances de gols.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
6 min - Conca tabela na intermediária com Deco, abre espaço e solta o pé. Fábio cai no canto esquerdo e espalma pela linha de fundo. Na cobrança do escanteio, Washington, livre, isola a bola
14 min - GOOOLLL DO CRUZEIRO!!! Montillo cruza da direita e Wellington Paulista cabeceia e coloca a bola nas redes de Rafael
21 min - Conca recebe passe pela meia esquerda, corta a marcação de Pablo e bate rasteiro. Fábio, em dois tempos, faz a defesa
34 min - Escanteio cobrado na área do Fluminense, Gil desvia de cabeça e manda a bola por cima do gol de Rafael
37 min - Jonathan falha, Washington fica com a bola, mas erra a finalização e manda a bola para fora
SEGUNDO TEMPO
3 min Wellington Paulista recebe bom passe de Fabrício, bate forte, mas a bola explode no travessão
8 min Wellington Paulista faz outro gol de cabeça, mas lance é anulado por impedimento do atacante celeste
22 min - Bola alçada na área do Cruzeiro, Edcarlos não corta e Washington aparece para finalizar. Ele pega fraco na bola e Fábio consegue fazer a defesa
34 min Bola alçada na área do Cruzeiro, Edcarlos não corta e Washington aparece para finalizar. Ele pega fraco na bola e Fábio consegue fazer a defesa
42 min Conca cobra falta na área do Cruzeiro e Fábio sai do gol para defender firme

No duelo dos meias Montillo e Conca tiveram boas atuações no primeiro tempo, procurando fazer o que se espera dos principais responsáveis pela criação de jogadas ofensivas. O argentino do Cruzeiro foi mais feliz ao fazer o cruzamento que resultou no gol da vitória do seu time, marcado por Wellington Paulista, de cabeça. Já o armador tricolor teve a oportunidade de finalizar mais a gol, mas esbarrou nas boas defesas do goleiro Fábio.

No 2º tempo, Conca começou mais apagado, mas em alguns momentos mostrou sua eficiência em passes e cruzamento. O armador celeste, por sua vez, continuou bem, até que foi substituído, aos 20 minutos por Roger, deixando o gramado visivelmente desgastado fisicamente.

Aos 27 min do primeiro tempo, quando o time da casa já vencia a partida, os dois times tiveram de fazer mudanças por causa de contusões. No Cruzeiro, Cláudio Caçapa sentiu o joelho esquerdo e foi substituído por Gil. Pelo lado do Fluminense, Muricy Ramalho teve de colocar Marquinho na vaga de Deco, que saiu de campo contundido na coxa esquerda.

O Cruzeiro começou o primeiro tempo pressionando o adversário, que, no entanto, não se encolheu e buscava os contra-ataques. Tanto que criou as melhores chances até a equipe da casa abrir o marcador, por meio de Wellington Paulista, que voltou ao time após se recuperar de contusão, aos 14 min. Antes disso, no entanto, a equipe carioca havia ameaçado o gol de Fábio.

Aos 7 min, Conca obrigou Fábio a colocar a bola a escanteio e após a cobrança, Washington desperdiçou ótima chance. Seis minutos depois, o argentino do Flu cruzou da esquerda, mas o centroavante do time não conseguiu finalizar. O Cruzeiro, que tinha maior posse de bola, mas não conseguia chegar à área adversária, chegou ao seu gol.

A partir daí, o Fluminense se soltou ainda mais, aproveitando o recuo do time mineiro. Quase sempre em jogadas de Conca, os visitantes ameaçaram o adversário, que, mais uma vez contou com a segura atuação do goleiro Fábio. O sistema defensivo celeste, o melhor entre todos os 20 participantes, falhava em alguns momentos, mas Washington não conseguia aproveitar.

O calor era intenso e os jogadores dos dois times aproveitaram a interrupção da partida para atendimento de Caçapa e Thiago Ribeiro, que se contundiram em lances diferentes, para tomar água. O zagueiro foi substituído por Gil, enquanto o atacante continuou em campo. Neste momento, o experiente Deco também deixou o gramado, lesionado. Na retomada da partida, o Cruzeiro conseguiu equilibrar as ações, embora o Fluminense tenha terminado o primeiro tempo pressionando pelo empate.

“Estava com muita saudade de fazer um golzinho e estar atuando, mas está muito difícil correr nesse sol”, afirmou Wellington Paulista, que ficou seis jogos sem atuar por causa de contusão e marcou o seu sétimo gol no Brasileiro. Para o goleiro Rafael, que teve pouco trabalho na etapa inicial, o Fluminense demonstrou muita raça. “Tomamos um gol, fomos para cima, tivemos oportunidade de empatar e até virar, infelizmente não fizemos. Vamos voltar com a mesma garra para o 2º tempo e não dar bobeira”, disse.

O segundo tempo voltou com o Cruzeiro mais presente ao ataque, como desejava Thiago Ribeiro, que criticou no intervalo a póstuma muito defensiva do time. Aos 3 min, Fabrício deixou Wellington Paulista em boa condições para finalizar. O chute saiu forte, mas a bola bateu no travessão. Cinco minutos depois, Wellington Paulista colocou de cabeça a bola de novo nas redes, mas o gol foi anulado, por impedimento.

OPINIÃO DO ESPECIALISTA

O Fluminense perdeu tantos gols que o Cruzeiro só podia vencer

Se no primeiro tempo, o Fluminense foi mais perigoso, apesar de ter levado um gol, na etapa final a situação se inverteu no começo do segundo. Conca foi muito marcado e apareceu menos, enquanto Montillo continuou efetivo na criação das jogadas, tentando levar o Cruzeiro a confirmar o seu 15º triunfo, igualando-se ao seu adversário deste domingo, no número de vitórias.

A partir dos 15 min, no entanto, o Fluminense voltou a equilibrar a partida, criando boas oportunidades para empatar. A saída de Montillo, aos 20 min, para a entrada de Roger, influiu no rendimento do time cruzeirense, que passou a ter mais dificuldade para chegar ao ataque e voltou a recuar, priorizando a marcação e garantindo a apertada vitória, que valeu a liderança.
 

Ficha da Partida

Cruzeiro Cruzeiro Técnico: Cuca
1. Fábio
2. Jonathan
3. Edcarlos
4. Cláudio Caçapa
13. Gil
6. Pablo
5. Fabrício
7. Marquinhos Paraná
8. Henrique
10. Walter Montillo
17. Roger
11. Thiago Ribeiro
18. Ernesto Farías
9. Wellington Paulista
1 0
Fluminense Fluminense Técnico: Muricy Ramalho
1. Rafael
2. Thiaguinho
17. Belletti
3. Gum
4. Leandro Euzébio
6. Carlinhos
16. Júlio César
7. Diogo
8. Fernando Bob
20. Deco
15. Marquinho
11. Dario Conca
10. Rodriguinho
99. Washington

Data: 10/10/2010 - 16h00

Local: João Havelange (MG)

Árbitro: Carlos Eugênio Simon

Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Carlos Berkenbrock

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host