UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Agência Estado

Obina marca três gols para o Atlético-MG na vitória sobre o rival Cruzeiro

24/10/2010 - 20h26

Com 3 gols de Obina, Atlético vence, tira Cruzeiro do 1º lugar e sai do Z4

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

Em um jogo emocionante, em que o atacante Obina marcou três gols, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro, por 4 a 3, na noite deste domingo, no Parque do Sabiá, calando a torcida do rival, que por força de acordo entre as duas diretorias, teve acesso exclusivo ao estádio. Com o resultado, o time atleticano deixou a zona de rebaixamento, após 21 rodadas consecutivas, e derrubou a equipe celeste da liderança do Brasileirão.

O Cruzeiro entrou no gramado pressionado pelo empate do Fluminense com o Atlético-PR, por 2 a 2, obtido no final do jogo na Arena da Baixada. O Tricolor carioca havia assumido a primeira colocação, com os mesmos 54 pontos do time de Cuca. Para voltar a liderar, o time mineiro teria que pelo menos empatar com o seu arquirrival, em um jogo em que tinha o favoritismo, não apenas pela grande distância nas campanhas, mas também pelo fato de só ter torcida do clube azul no Parque do Sabiá. Como não pontuou, o Cruzeiro terminou a rodada em segundo lugar. Já o Atlético, ocupa a 16ª posição, com 34 pontos.

Dorival Júnior escalou um time bastante ofensivo, com dois meias Renan Oliveira e Diego Souza e dois volantes Zé Luís e Serginho. Pelo lado celeste, Cuca manteve o time com três volates – Fabrício, Henrique e Marquinhos Paraná –, e apenas o argentino Montillo na armação.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
6 min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG Leandro arranca pela esquerda, cruza na cabeça de Obia, que abre o placar para o alvinegro
11 min - Montillo recebe bom passe de Henrique, que bate forte, mas a bola vai para a fora, com perigo
23 min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Rafael Cruz cruza da direita, Renan Oliveira disputa com Edcarlos e a bola sobra para Obina fazer o segundo gol
27 min - Werley comete pênalti sobre Edcarlos. Montillo cobra e perde, mandando a bola por cima do travessão
30 min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG Nova descida atleticana pelo lado direito do seu ataque, Serginho bate cruzado e Obina, de carrinho, consegue tocar a bola para as redes
35 min - GOOOLLL DO CRUZEIRO!!! Thiago Ribeiro cruza a bola para Gilberto, que em sua primeira participação no jogo, acerta belo chute e manda a bola nas redes de Renan Ribeiro
SEGUNDO TEMPO
8 min - Farías recebe livre na área atleticana e bate, mas o goleiro Renan Ribeiro consegue desviar para escanteio
12 min - Thiago Ribeiro, pela direita, bate cruzado e obriga Renan Ribeiro a fazer a defesa
19 min - Marquinhos Paraná ajeita a bola, fica livre à frente de Renan Ribeiro, mas chuta para fora
21 min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Após cobrança de escanteio da esquerda, por Serginho, Réver cabeceia e coloca nas redes de Fábio
31 min - GOOOLLL DO CRUZEIRO!!! Thiago Ribeiro aparece após cruzamento e cabeceia na pequena área para o fundo das redes
33 min - GOOOLLL DO CRUZEIRO!!! Após roubada de bola no meio de campo, o Cruzeiro desce em velocidade no contragolpe e Thiago Ribeiro aparece, na grande área, para bater na saída de Renan Ribeiro
  •  

O Atlético-MG ‘roubou’ a estratégia adotada pelo rival nos quatro anteriores no Parque do Sabiá, quando marcou um gol logo no começo das partidas, que foram vencidas por 1 a 0. Ao contrário dos jogos contra Corinthians, Flamengo, Internacional e Fluminense, o Cruzeiro não começou atacando para o gol localizado à esquerda das cabines de rádio e televisão.

No primeiro tempo, o Atlético-MG chegou a abrir vantagem de 3 a 0 e sofreu um gol, aos 35 min, que motivou o Cruzeiro. No segundo tempo, a pressão celeste foi total nos 20 minutos iniciais, com muitas oportunidades desperdiçadas. Aos 21 min, em sua primeira chegada ao ataque, Réver marcou o quarto gol alvinegro. Thiago Ribeiro, com dois gols aos 31min e 33 min, recolocou o Cruzeiro no jogo.

No primeiro tempo, o Atlético-MG entrou bastante ligado em campo, e conseguiu o seu gol logo aos 6 min, marcado por Obina, de cabeça, completando cruzamento de Leandro, após boa jogada pela esquerda. Na comemoração, alguns atleticanos infiltrados entre os cruzeirenses se revelaram, forçando a ação da Polícia Militar que os retirou do estádio.

Antes de abrir o placar, o time atleticano já tinha demonstrado vontade, atenção e a busca pelo gol. Aos 2 min, Diego Tardelli marcou a saída de bola com Edcarlos, a recuperou e tocou para Diego Souza, que chutou forte, mas longe do alvo.

Logo após o gol atleticano, o Cruzeiro partiu para o ataque em busca do empate e teve suas chances, aproveitando um recuo do time de Dorival Júnior. No contra-ataque, no entanto, o Atlético chegou ao seu segundo gol, marcado novamente por Obina, aproveitando cruzamento de Rafael Cruz.

O jogo seguia em ritmo alucinante. Quando Gilberto e o zagueiro Léo já se aqueciam à beira do gramado, aos 27 min, foi assinalado pênalti de Werley sobre Edcarlos. O argentino Montillo desperdiçou a cobrança da penalidade máxima. E aos 30 min, Obina marcou o seu terceiro gol, para desespero da torcida cruzeirense.

Mas os torcedores celestes ainda vibraram na etapa inicial, aos 35 min, quando Thiago Ribeiro fez boa jogada pela direita e cruzou. Gilberto, que havia acabado de entrar no lugar de Diego Renan, acertou belo chute, marcando o primeiro gol do time mandante. Depois disso, a equipe de Cuca se animou e buscou o ataque pressionando o adversário e levando muito perigo ao goleiro Renan Ribeiro, que teve muito trabalho.

No segundo tempo, o lateral-direito Jonathan deixou o campo com problema na coxa direita, sendo substituído por Pablo. O Atlético-MG voltou com a mesma formação. Desde o início da etapa final, o Cruzeiro buscou o ataque. “Dá para reverter”, disse Thiago Ribeiro, ao voltar para o gramado. Já o atacante Obina, avaliou que a formação mais ofensiva do meio-campo atleticano permitiu a maior chegada ao ataque. “Graças a Deus, marquei os gols nas oportunidades que tive”, disse.

OPINIÃO DO BLOGUEIRO

"Nenhum torcedor do Galo, por mais fanático que seja, dirá que seu time é melhor que o do Cruzeiro. Mas hoje foi."

Ao contrário do primeiro tempo, quando começou atacando, no início do segundo, o Atlético-MG só se defendia, enquanto o Cruzeiro atacava seguidamente, levando muito perigo para o goleiro Renan Ribeiro. Aos 10 min, na tentativa de acertar a sua marcação, o técnico Dorival Júnior colocou o volante Alê no lugar do meia Renan Oliveira.

A pressão continuou, mas na base do quem não faz, leva, o time de Obina chegou ao quarto gol, aos 21 min, marcado pelo zagueiro Réver. O gol desanimou um pouco o Cruzeiro, momentaneamente, mas aos 31m, o time celeste fez o seu segundo gol, por intermédio de Thiago Ribeiro. A partir daí, a equipe voltou a acreditar na possibilidade de reação e dois minutos depois, Thiago Ribeiro marcou o segundo dele e esquentou de novo o clássico.

Apesar de todo o esforço e das chances desperdiçadas, o Cruzeiro não conseguiu o empate. Ao final do jogo, em reconhecimento à luta dos atletas, os torcedores cruzeirenses aplaudiram o time. “Temos de valorizar a vitória do adversário, temos de ser grande na derrota, até porque o adversário teve mérito”, afirmou Cuca, que ressaltou o comportamento do torcedor. “O time saiu de campo aplaudido pela torcida em reconhecimento ao seu esforço até o final”, acrescentou.

Ficha da Partida

Cruzeiro Cruzeiro Técnico: Cuca
1. Fábio
2. Jonathan
13. Pablo
3. Edcarlos
4. Cláudio Caçapa
6. Diego Renan
16. Gilberto
5. Fabrício
8. Henrique
7. Marquinhos Paraná
17. Roger
10. Montillo
11. Thiago Ribeiro
9. Farías
3 4
Atlético-MG Atlético-MG Técnico: Dorival Júnior
30. Renan Ribeiro
26. Rafael Cruz
5. Réver
22. Werley
6. Leandro
15. Zé Luís
8. Serginho
7. Renan Oliveira
31. Alê
11. Diego Souza
16. Joedson
9. Diego Tardelli
10. Daniel Carvalho
27. Obina

Data: 24/10/2010 - 18h30

Local: João Havelange (MG)

Árbitro: Sandro Meira Ricci

Auxiliares: Márcio Eustáquio Sousa Santiago e Guilherme Dias Camilo

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host