UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Luiz Pires/Vipcomm

Dagoberto divide culpa por fracassos e se diz que torcida não merece sofrer

19/05/2011 - 15h24

Dagoberto afirma estar difícil ir às ruas e pede seriedade ao elenco do São Paulo

Bruno Thadeu
Em São Paulo

O atacante Dagoberto entende que as eliminações no Paulistão e Copa do Brasil puderam ser sentidas nas ruas. As cobranças da torcida do São Paulo e as provocações de rivais aumentaram consideravelmente. Um dos poucos poupados na manifestação promovida por uma uniformizada na porta do CT, segunda, o camisa 25 pede seriedade e união ao elenco.

SP PÕE 6ª LOGOMARCA NO UNIFORME

  • Bruno Thadeu/UOL

    O São Paulo firmou nesta quinta-feira novo contrato de patrocínio. A distribuidora de combustíveis Ale estampará logomarca na parte superior do uniforme e no calção. O acordo válido até o fim do ano deve render pouco mais de R$ 2 milhões ao clube, mas deixará o uniforme ainda mais poluído.

“Se nós não tivermos unidos, a crise aumentará. Cada um tem que ser homem. No momento fácil é muito bom falar e fazer as coisas, mas na hora ruim é quando você precisa mostrar quem é. Vamos buscar resolver isso para continuarmos bem. A torcida não merece o que está acontecendo”, declarou.

“Está difícil sair na rua, encarar os torcedores. Mas temos que viver essa realidade. Temos que nos abraçarmos. Caso contrário, a coisa só piora. É importante saber lidar com as críticas”.

O São Paulo estreia neste domingo no Campeonato Brasileiro. O adversário é o Fluminense, às 18h30, em São Januário.

Pivô de atrito com Paulo César Carpegiani, Rivaldo segue sendo opção no banco de reservas. Dagoberto e Marlos deverão formar o ataque, com Lucas próximo ao setor.

Para a partida, o time do Morumbi não terá os zagueiros Miranda e Rhodolfo, lesionados, e Luis Fabiano, que já treina com o elenco, mas que ainda não foi liberado pelo departamento médico.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host