! Kleber detona Felipão e diz que ele desmoraliza os atletas: "80% do grupo não gosta dele" - Futebol - $estacao.titulo

UOL futebol

  • http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2011/11/14/kleber-detona-felipao-e-diz-que-ele-desmoraliza-os-atletas-80-do-grupo-nao-gosta-dele.htm
  • Kleber detona Felipão e diz que ele desmoraliza os atletas: "80% do grupo não gosta dele"
  • 21/01/2019
  • UOL Esporte - Futebol
  • @UOLEsporte @UOL
  • 2
Tamanho da letra
"Você coloca a gente contra a torcida com as suas declarações", disse Kleber a Felipão

"Você coloca a gente contra a torcida com as suas declarações", disse Kleber a Felipão

14/11/2011 - 13h20

Kleber detona Felipão e diz que ele desmoraliza os atletas: "80% do grupo não gosta dele"

Do UOL Esporte*
Em São Paulo

Afastado do Palmeiras por opção de Luiz Felipe Scolari após o episódio da agressão de torcedores a João Vitor, Kleber detonou o treinador nesta segunda-feira, durante participação no programa SP Acontece, da Band.

O atacante, que ainda não definiu seu futuro (pode ir para Grêmio ou Corinthians), disse que não se arrepende do que fez, quando bateu de frente com o técnico, e afirmou que ele desmoraliza o elenco.

“Tenho mensagens no celular aqui e posso garantir que 80% do grupo não gosta do Felipão e 90% dos funcionários do Palmeiras não se dão bem com ele”, revelou.

“Uma vez ele disse pra gente: ‘não tenho culpa se peço o Sheik e me trazem o Ricardo Bueno’. Disse isso na frente do jogador. Cara louco de dizer isso, desmoraliza”, acrescentou.

Kleber comentou ainda sobre o dia que João Vitor chegou ao CT machucado por ter apanhado de torcedores.

“O treinador pediu pra gente entrar no ônibus e ir lá na quadra da Mancha conversar com os caras. Eu concordei, mas disse: ‘só jogador está se ferrando aqui’. Ele ficou puto na hora. Disse que a comissão técnica também estava se ferrando. Eu respondi: ‘ninguém foi na sua casa te cobrar, você não chegou aqui agredido’. Aí ele falou que há dez anos pegou uma arma e botou na boca de um cara. Eu disse que isso foi há dez anos, já passou. ‘Você coloca a gente contra a torcida com as suas declarações’, disse para ele”, contou.

Para defender a sua opinião polêmica, Kleber citou as saídas de Pierre e Lincoln, emprestados para Avaí e Atlético-MG.

“O grupo sente isso. O Pierre é meu amigão. Ele teve um problema no pé por causa do Palmeiras, porque jogava todos jogos, é um cara que todo mundo gosta e hoje está jogando muito no Atlético. Quando ele foi se despedir no vestiário, a gente chorou. O Lincoln, pela qualidade técnica que tem, não podia estar ali com a gente jogando 20 ou 30 minutos?.”

“São vários episódios que desmotivam os jogadores. ’Tomamos seis do Coritiba, vamos tomar 12 agora’, ele falou pra gente. Na hora o Marcão levantou e disse: ‘não vamos tomar 12 não’.”

O ex-camisa 30 alviverde ainda mencionou a brincadeira que Marcos Assunção, Henrique e Rivaldo fizeram com Felipão na semana passada. “Vi uma entrevista dele dizendo que se atacaram ovo nele é porque o grupo está unido. Isso é ridículo. São quatro jogadores que gostam dele. Respeito, ele sempre bancou os caras, ele trouxe, mas não sei por que, pode ser amigo do empresário, tem esquema, isso não sei”, acusou.

*Atualizado às 16h20