Topo

Esporte


Ausente na festa, Vasco supera o campeão Corinthians e domina seleção do Brasileiro

MAURO HORITA/AGIF/AE
O zagueiro Dedé levou o prêmio de melhor da competição na escolha dos internautas Imagem: MAURO HORITA/AGIF/AE

Carlos Padeiro e Renan Prates

Em São Paulo

05/12/2011 23h02

A CBF divulgou na noite desta segunda-feira a seleção dos melhores do Campeonato Brasileiro. Vice-campeão, o Vasco teve quatro escolhidos (Fagner, Dedé, Diego Souza e a dupla de técnicos Cristóvão Borges e Ricardo Gomes), contra apenas dois do campeão Corinthians (Ralf e Paulinho). Dedé faturou ainda o prêmio de craque da galera, enquanto Neymar foi eleito o craque do campeonato.

O mais curioso é que a diretoria do clube carioca não foi convidada para a festa. "Eu gostaria de estar nesta festa, mas não vou a um evento que não sou convidado. O clube foi ignorado, não foi informado de nada. Isso é muito estranho. Será que ninguém sabia que nós poderíamos ser campeões? Não dá para entender", desabafou o presidente Roberto Dinamite, no Rio de Janeiro, em entrevista ao UOL Esporte.

Ausentes na festa porque o Santos viajou nesta segunda-feira para o Japão, onde disputará o Mundial de Clubes da Fifa, Neymar e Borges foram premiados. O pai de Neymar o representou e levou o troféu de craque do Brasileiro. O centroavante foi o artilheiro do certame, com 23 gols.

 GAFES MARCAM FESTA DO BRASILEIRÃO

  • A festa do Prêmio Craque Brasileirão foi marcada por gafes que deixaram os três apresentadores do evento, os globais Luciano Huck, Glenda Kozlowski e Tiago Leifert, em situação embaraçosa.

    Duas das falhas chamaram mais atenção: o ‘sumiço’ do zagueiro Dedé e o constrangimento do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

O evento foi extremamente global, apresentado por Luciano Huck, Glenda Kozlowski e Tiago Leifert, e repleto de gafes. Na plateia, celebridades, como o técnico da seleção, Mano Menezes, e o ex-atacante Ronaldo, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Wellington Nem, do Figueirense, ganhou como revelação, deixando para trás Bruno Cortês e Leandro Damião. Ocorreram ainda homenagens a Sócrates e ao narrador Luiz Mendes, que morreram nesse ano.

A dupla Cristóvão Borges e Ricardo Gomes ganhou como melhor técnico. Jorginho, do Figueirense, ficou em segundo, com Tite em terceiro. O melhor árbitro foi o gaúcho Leandro Vuaden.

Jefferson, do Botafogo, foi eleito o melhor goleiro, seguido por Fernando Prass, do Vasco, e Julio Cesar, do Corinthians.

O zagueiro pelo lado esquerdo eleito para a seleção dos melhores foi Rever, do Atlético-MG, que economizou na comemoração por causa da goleada sofrida por 6 a 1 para o Cruzeiro, no último domingo. Leandro Castan, do Corinthians, e Emerson, do Coritiba, ficaram em segundo e terceiro, respectivamente.

O zagueiro pelo lado direito foi Dedé, do Vasco, seguido por Antonio Carlos, do Botafogo, e Rhodolfo, do São Paulo.

Os volantes eleitos foram Ralf e Paulinho, do Corinthians. Fagner ganhou como melhor lateral-direito, enquanto Bruno Cortês recebeu o prémio de melhor lado esquerdo.

Os meias eleitos foram Diego Souza e Ronaldinho Gaúcho. A dupla de ataque foi composta por Neymar e Fred.

A seleção do Brasileirão ficou composta da seguinte forma: Jefferson, Fagner, Dedé, Réver e Bruno Cortês; Ralf, Paulinho, Diego Souza e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Fred.

VEJA TODOS OS VENCEDORES DO PRÊMIO CRAQUE DO BRASILEIRÃO

CRAQUE DO BRASILERÃONeymar
Santos
GOLEIROJefferson
Botafogo
ZAGUEIRORéver
Atlético-MG
ZAGUEIRODedé
Vasco da Gama
VOLANTE (ESQUERDA)Paulinho
Corinthians
VOLANTE (DIREITA)Ralf
Corinthians
LATERAL-DIREITOFágner
Vasco da Gama
LATERAL-ESQUERDOCortês
Botafogo
MEIA DIREITADiego Souza
Vasco
MEIA ESQUERDARonaldinho Gaúcho
Flamengo
ATACANTENeymar
Santos
ATACANTEFred
Fluminense
MELHOR ÁRBITROLeandro Vuaden
MELHOR TÉCNICORicardo Gomes e
Cristovão Borges

Vasco
REVELAÇÃOWellington Nem
Figueirense
CRAQUE DA GALERADedé
Vasco

 

Mais Esporte