Topo

Esporte


Campeões mundiais com o São Paulo detonam atual elenco e diretoria

Leonardo Soares/UOL
Ex-jogadores reprovaram Aloísio e Jadson; Rogério Ceni já deveria ter parado, diz Elivélton Imagem: Leonardo Soares/UOL

Bruno Thadeu

Do UOL, em São Paulo

2013-08-22T14:00:00

22/08/2013 14h00

O São Paulo enfrenta seu pior momento na história. O time não vence há 12 jogos no Brasileirão e figura na zona de rebaixamento. Campeões mundiais pelo clube nos anos 90, os ex-jogadores Elivélton, Palhinha, Vitor e Pintado lamentaram a situação do clube e entendem que a queda de produção do time se deve a diversos erros cometidos pela diretoria e atletas.

Elivélton foi contundente nas críticas. Reserva na conquista do Mundial Interclubes de 1992, o ex-jogador diz que Rogério Ceni deveria ter parado há dois anos. Elivélton conta que o São Paulo errou ao contratar Ganso e criticou Aloísio.

“O São Paulo caiu no golpe do Santos. Pagou uma fortuna pelo Ganso para ser banco. O Santos sabia que ele já não era tudo isso. Jogar com Neymar e Robinho do lado é fácil. Quanto ao Rogério, sou fã dele, mas acho que ele deveria ter parado logo depois do gol 100 [em 2011]. Ele encerraria a carreira por cima”, opinou Elivelton.

“Infelizmente o São Paulo depende do Aloísio para sair dessa fase. Ele é fraquíssimo. Não seria nem reserva na minha época. Esse Antonio Carlos, que acabou de chegar, também é ruim”, acrescentou.

Outro crítico do elenco tricolor é o ex-meio-campista Palhinha, autor de um dos gols do São Paulo na final contra o Milan, 3 a 2, em 1993. Ele defende Ganso, mas reprova Jadson.

“Eu, com 45 anos, corro mais do que o Jadson. O Ganso é craque, mas precisa de sequência de jogos”.

CAMPEÕES VITOR, ELIVÉLTON, PALHINHA E PINTADO OPINAM SOBRE O SP

  • Time da final do Mundial Interclubes de 1992, contra o Barça, teve Vitor (4º esq. p/ dir), Pintado (5º esq. p/dir.), Palhinha (agachado, 3º esq. p/ dir) e Elivelton, reserva na partida

Formado na base tricolor nos anos 90, o ex-lateral Vitor acredita que a diretoria perdeu a hora de reforçar o elenco e agora enfrenta dificuldades para achar bons atletas.

“O São Paulo não está conseguindo contratar. Mas quando teve chance de trazer jogadores de grande nível, não trouxe. Esse elenco precisa de reforços para laterais, zaga, ataque... O Alex e Zé Roberto estavam no mercado. Eles poderiam estar no São Paulo. Como torcedor, acho que faltou agilidade”.  

Campeões tricolores defendem Autuori

Elivelton, Palhinha, Vitor e Pintado isentam Paulo Autuori de culpa pelos maus resultados, avaliando que o técnico herdou problemas da diretoria e de treinadores que o precederam.

Volante do clube nos anos 90, Pintado vê sobrecarga nos atletas jovens no São Paulo e aponta prejuízos no episódio envolvendo Rogério Ceni e Ney Franco.

“Ninguém ganhou com aquela discussão. Foi ruim para o Rogério. Foi ruim para o Ney. Deveria ter sido melhor administrado”, disse Pintado, que faz planos a longo prazo de retornar ao São Paulo como treinador. 

Mais Esporte