Topo

Esporte


Atletas do Flu apoiam manifesto contra calendário e preveem ajuda de Fred

Fernando Cazaes/Photocamera
O volante Edinho disse que Fred (foto) deve aderir ao manifesto dos jogadores contra o calendário Imagem: Fernando Cazaes/Photocamera

Rodrigo Paradella

Do UOL, no Rio de Janeiro

2013-09-24T17:43:40

24/09/2013 17h43

Apesar de só três jogadores (Diego Cavalieri, Rafael Sóbis e Felipe) terem assinado o manifesto por melhorias no calendário do futebol brasileiro, o restante do elenco tricolor apoiou a iniciativa integrada por 75 atletas que disputam o Campeonato Brasileiro, como Alexandre Pato, Elias e Valdívia. O grupo propõe reunião com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para discutir a programação de jogos para o Nacional das Séries A e B.

O manifesto foi divulgado através de nota oficial, onde os integrantes declaram que entendem que o curto intervalo entre os jogos prejudica a qualidade dos jogos e, principalmente, a integridade dos atletas. A iniciativa foi tomada depois que a CBF anunciou o calendário para 2014, com apenas uma semana para pré-temporada, o que ameaça as férias dos clubes.

“A CBF tem que nos ouvir. Tem que haver essa troca, o que a gente tem a propor e a dizer. Temos que ter cabeça no lugar, saber o que vamos falar nesse momento. Cada um tem suas próprias razões. Vamos buscar um equilíbrio entre os interesses de cada parte”, disse o zagueiro Anderson, que não assinou o manifesto, mas defendeu os companheiros de profissão.

Segundo o volante Edinho, a tendência é que outros jogadores entrem no grupo, entre eles, o atacante Fred. As assessorias do clube e do centroavante da seleção brasileira, no entanto, não confirmam se o camisa 9 tricolor entrará no processo.

“Eles fecharam esse manifesto durante o final de semana e meu celular estava desligado”, contou Edinho. “O Rafael Sóbis é mais próximo desse pessoal e acabou entrando de cara. Acredito que o Fred vai entrar, e também a maioria dos jogadores”, complementou o volante.

A preocupação com o calendário do futebol brasileiro para a próxima temporada também preocupa a diretoria do Fluminense. Recentemente, o diretor executivo Rodrigo Caetano manifestou o temor que a falta de um tempo adequado para a preparação prejudicasse o esporte.

"Recebemos com preocupação essa mudança no calendário. Já tivemos muitas lesões nesse ano, um reflexo do calendário apertado que temos. Teremos que nos adaptar a um período ainda menor. É muito preocupante", afirmou Rodrigo Caetano. "Os jogadores não são máquinas, então tem que haver um cuidado muito grande", encerrou.

Após quase dois meses com jogos em sequência, o Fluminense tem pela primeira vez um período de uma semana para se preparar entre duas partidas. É a primeira vez que isso acontece desde que o técnico Vanderlei Luxemburgo assumiu o cargo, no fim de julho. O time enfrenta o Goiás no próximo sábado, no Serra Dourada, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais Esporte