Topo

Esporte


Dida salva o Grêmio, garante vitória e São Paulo se reaproxima da degola

Rodrigo Capote / UOL
Dida parou Luis Fabiano três vezes: no primeiro tempo, fez duas grandes defesas em chutes do camisa 9 Imagem: Rodrigo Capote / UOL

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

2013-09-29T17:54:28

29/09/2013 17h54

O Grêmio foi ao Morumbi em momento ruim para enfrentar um São Paulo. Não vencia há quatro jogos e vivia o pior momento desde a chegada de Renato Portaluppi. O time de Muricy, enquanto isso comemorava recuperação no Brasileirão. O contraste foi visto em campo, mas não no placar. Neste domingo, o Grêmio venceu o São Paulo por 1 a 0 apesar de atuação inferior. Méritos do goleiro Dida, que aos 39 anos parou o ataque do time da casa e garantiu o resultado.

Com a vitória, o Grêmio se aproxima do líder Cruzeiro e se consolida entre os quatro primeiros do Brasileirão – grupo que dá acesso à Copa Libertadores. O São Paulo, por outro lado, volta a se aproximar da zona de rebaixamento: cai de 15º para 16º e agora é o primeiro, sem folgas, acima dos quatro últimos.

O São Paulo foi absolutamente superior na primeira etapa. E o responsável pela boa atuação do time da casa foi o jogador cobiçado pelo Grêmio ao deixar o Santos: Paulo Henrique Ganso consolidou sua melhor sequência no clube um ano após ser contratado e teve mais uma boa atuação. Ditou o ritmo da equipe e comandou as jogadas ofensivas. Ramiro, Riveros e Ramiro, volantes do Grêmio, tiveram muito trabalho para marcar o camisa 8 são-paulino.

Do outro lado, as respostas do Grêmio saíram dos pés de um atleta que foi desejado pelo São Paulo e ficou perto de jogar no Morumbi. O atacante chileno Eduardo Vargas era o preferido da diretoria são-paulina para substituir Lucas, no início do ano, mas acabou no Rio Grande do Sul. Neste domingo, ele teve menos chances que Ganso, mas quase abriu o placar em boa jogada, na qual deixou Paulo Miranda para trás.

Dida salvou o Grêmio em duas ocasiões ainda na etapa inicial. Na primeira jogada da partida, Osvaldo fugiu da marcação pela ponta esquerda e cruzou para Luis Fabiano. O camisa 9 chutou, Dida fez boa defesa e ainda deixou a bola fugir, mas se recuperou a tempo e agarrou em cima da linha. Depois, de Jadson para o mesmo Luis Fabiano, surgiu jogada de ainda mais perigo. O goleiro gremista se antecipou e parou o chute do centroavante, na pequena área. No segundo tempo, Dida pararia Luis Fabiano mais uma vez.

Wellington também assustou. O volante do São Paulo fez boa jogada em tabela com Paulo Henrique Ganso, entrou na área driblando o marcador e finalizou prensado com o adversário.

No início da segunda etapa, o mesmo cenário: São Paulo superior e com maior volume de jogo e Dida salvando o Grêmio. Na primeira, novamente Luis Fabiano. Na segunda, Jadson cobrou escanteio, Rodrigo Caio ajeitou de cabeça para Paulo Miranda, que finalizou forte e viu o goleiro cair rápido em seu canto esquerdo para defender com segurança.

O São Paulo reclamou muito com o árbitro Heber Roberto Lopes no meio da segunda etapa, quando Reinaldo cobrou falta e a bola bateu na mão de Kleber. O atacante gremista levantou o braço acima da cabeça, dentro da área. Se marcado, seria pênalti para a equipe da casa e Kleber, que tinha recebido cartão amarelo, ainda seria expulso.

Na sequência veio o gol do Grêmio. Hernán Barcos dominou bola na ponta esquerda e tentou jogada com Alex Telles. O lateral esquerdo conseguiu cruzar para a área de Rogério Ceni antes que a bola saísse e encontrou Vargas, que de cabeça abriu o placar. Ceni e o elenco do São Paulo continuaram as reclamações ao árbitro pedindo pênalti na cobrança de falta, na jogada anterior.

O São Paulo ainda teve chances após o gol. Em cobrança de falta, a bola sobrou no meio da área para Rodrigo Caio, que finalizou mal e chutou para fora, enquanto Dida estava caído no chão. A última do goleiro gremista foi em defesa tranquila após cobrança de falta de Rogério Ceni, por cima da barreira. Em um dos últimos lances de jogo, Ganso cobrou escanteio e Antonio Carlos pulou e chutou para fora, em uma das melhores chances são-paulinas no Morumbi.

Na próxima rodada do Brasileirão o São Paulo terá um clássico. Paulo Henrique Ganso voltará pela segunda vez à Vila Belmiro após a transferência entre clubes rivais, para o duelo contra o Santos. O Grêmio recebe o Atlético-PR em Belo Horizonte. As duas partidas acontecem na próxima quarta-feira.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 GRÊMIO

Data: 29/09/2013 (domingo)
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes
Auxiliares: Alessandro A Rocha de Matos e Joao Patricio de Araujo
Renda: R$ 502.961,00
Público: 41.201 total

Cartões amarelos: Antonio Carlos, Luis Fabiano, Rogério Ceni (SAO) / Kleber, Bressan, Saimon (GRE)
Gols: Vargas, aos 22’/ 2º tempo

SÃO PAULO
Rogério Ceni, Paulo Miranda, Rafael Toloi (Douglas), Antonio Carlos e Reinaldo; Rodrigo Caio e Wellington; Jadson (Aloísio), Ganso e Osvaldo; Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

GRÊMIO
Dida, Pará, Saimon, Bressan e Alex Telles; Ramiro, Souza e Riveros; Vargas (Paulinho), Kleber e Barcos (Wendell)
Técnico: Renato Portaluppi

Mais Esporte