Topo

Esporte


Atlético-PR vai à Libertadores e rebaixa Vasco em jogo marcado por violência

Vinicius Castro

Do UOL, em Joinville (SC)

08/12/2013 20h01

Em partida marcada e manchada pela violência dos torcedores nas arquibancadas da Arena Joinville, o Atlético-PR goleou o Vasco por 5 a 1 e colocou ponto final no Campeonato Brasileiro 2013. O resultado da partida em Santa Catarina também selou o destino dos dois clubes na próxima temporada. O time paranaense está na Copa Libertadores, enquanto o  cruzmaltino foi rebaixado e irá disputar a Série B.

O ano brilhante do Atlético-PR – com direito à vaga na competição continental e final da Copa do Brasil, em duelo perdido para o Flamengo, – foi ofuscado pelo comportamento violento dos torcedores do clube. Os fãs rubro-negros iniciaram confronto nas arquibancadas e encurralaram os torcedores do Vasco. Os cruzmaltinos responderam. No fim, quatro torcedores foram internados em hospital com traumatismo craniano. Eles não correm risco de morrer.

O Vasco também sai manchado do Brasileirão pela briga em Joinville, já que os seus torcedores também foram para o confronto no episódio. A situação do clube é ainda pior com o resultado de dentro de campo. A goleada confirma a segunda queda do Vasco para a segunda divisão nacional em cinco anos. Em 2008, também sob o comando de Roberto Dinamite, o Cruzmaltino amargou a mesma decepção ao fim da temporada.

O clima era nervoso desde antes do apito inicial, no entorno e dentro do estádio. No gramado, o Atlético-PR não deixou o adversário nem mesmo esquentar. O Vasco cometeu falta boba próxima da sua área e deu oportunidade para a bola parada dos donos da casa, que foi fatal. Paulo Baier encontrou Manoel livre, e o zagueiro acertou o alvo para garantir 1 a 0 logo aos 5min de partida.

Desorganizado, o Vasco teve que ir para o ataque e mostrou ainda mais as suas dificuldades no jogo. Sem saber responder à desvantagem no placar, o ataque cruzmaltino pouco apareceu nos primeiros 16min. Foi a partir deste momento que a violência tomou conta da Arena Joinville e manchou o jogo. Torcedores de Atlético-PR e Vasco brigaram nas arquibancadas.

Após muita discussão e paralisação de mais de 1 hora, o jogo foi retomado por decisão da arbitragem – com o aval da Polícia Militar catarinense, que se deslocou para dentro da arena. O ambiente era pesado, e o ritmo de jogo era lento. Sem muitas oportunidades ofensivas, a partida era disputada no meio campo, com algumas tentativas de Marlone.

Em um golpe de sorte, no entanto, o jogo melhorou para o Vasco. Aos 39min, Yotún foi à linha de fundo e errou o cruzamento. Na tentativa de cortar o lance, o goleiro Weverton rebateu na cabeça de Edmilson. A bola entrou de forma chorada para confirmar 1 a 1 no placar. O empate durou pouco já que o Atlético-PR não sentiu a decepção.

Aos 43min, Paulo Baier apareceu novamente. O camisa 10 do Furacão aproveitou espaço e cruzou para cabeçada de Éderson. O goleiro cruzmaltino Alessandro escorregou na tentativa de defender a finalização e só observou a bola entrar no gol: 2 a 1 e vantagem para o intervalo.

Com Bernardo no lugar de Wendel, o Vasco se jogou ao ataque na segunda etapa. Os contra-ataques do Atlético-PR eram perigosos e deixavam a defesa adversária em alerta. Aos 18min, Paulo Baier iniciou ataque para complicar de vez o adversário. Após participação de Éderson, Marcelo dominou bem para marcar 3 a 1 e dar tranquilidade ao Furacão.

O Vasco se abriu ainda mais em busca do ataque e foi penalizado pelo artilheiro do Brasileiro. Aos 37min, Éderson apareceu livre na área e só teve o trabalho de tocar para as redes: 4 a 1. Em seguida, o camisa 77 do Atlético-PR voltou a ficar livre para decretar goleada por 5 a 1, vaga na Libertadores e Vasco na segunda divisão. O Furacão termina o Brasileiro na terceira colocação, com 64 pontos. o Cruzmaltino termina o torneio com 44 pontos, na 18ª posição.

ATLÉTICO-PR 5 X 1 VASCO
 
Data: 08/12/2013 (domingo)
Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago e Guilherme Dias Camilo
Cartões amarelos: Pedro Ken, Vasco
Gols: Manoel, aos 5min do primeiro tempo para o Atlético-PR, Éderson, aos 43min do primeiro tempo para o Atlético-PR, Marcelo, aos 18min do segundo tempo para o Atlético-PR, Éderson, aos 37min do segundo tempo para o Atlético-PR e Éderson, aos 40min do segundo tempo para o Atlético-PR; Edmilson, aos 39min do primeiro tempo para o Vasco; 
 
ATLÉTICO-PR
Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Maranhão (Juninho); Deivid, João Paulo, Éverton e Paulo Baier (Zezinho); Marcelo (Felipe) e Ederson.
Técnico: Vagner Mancini
 
VASCO
Alessandro; Fagner, Renato Silva, Cris e Yotún; Abuda, Wendel (Bernardo), Pedro Ken e Marlone (Tenorio); Thalles (Reginaldo) e Edmilson
Técnico: Adilson Batista

Mais Esporte