Corinthians joga mal, empata com Chapecoense e esfria ânimo para clássico

João Henrique Marques

DO UOL, em São Paulo

15 minutos do segundo tempo, Corinthians 1 x 1 Chapecoense em pleno Itaquerão. E o que, surpreendentemente, se viu daí em diante foi domínio do time catarinense. O placar permaneceu inalterado, mas o cenário reflete o futebol de qualidade baixa apresentado pelo time de Mano Menezes, na noite desta quinta-feira, em duelo válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Fábio Santos ainda salvou um incrível gol rente à linha em chute de Fabinho Alves.

Desta forma, o alvinegro chegou a 37 pontos e ficou por algumas horas no G-4, posição perdida com o empate de Grêmio com o Santos. O resultado esfria o ânimo necessário para o clássico de domingo diante do vice-líder São Paulo. Já a Chapecoense vai a 24 pontos, e ocupa a 14ª colocação.
 
Como destaque positivo do Corinthians fica o bonito gol do atacante de 17 anos Malcom, com direito a pedalada antes da finalização. Agora,o time se prepara para encarar o São Paulo, enquanto a Chapecoense também tem uma dura missão: é a partida contra o Grêmio, domingo às 18h30, no estádio Olímpico.
 
Fases do jogo: Não foi o duelo de um time ofensivo diante de uma retranca. O Corinthians ficou posicionado mais à frente do que de costume e atuou com a posse da bola nos minutos iniciais. Em boa troca de passes, o time mandante abriu o placar com o jovem Malcon em bonito gol. 
 
A já característica boa defesa corintiana até levou sustos, frutos de atuações medianas dos laterais Fábio Santos e Ferrugem. Só que nenhuma situação clara de gol da Chapecoense foi criada na primeira etapa.
 
O perigo maior do visitante aconteceu logo no começo da segunda etapa com o gol contra de cabeça de Ferrugem. O castigo foi merecido. Como também seria merecida a vitória do time de Jorginho, que seguiu pressionando o adversário e ainda teve o controle dos minutos finais.
 
O melhor: Camilo. Duro achar alguém que mereça o papel pelo lado do Corinthians. Talvez, Malcom pelo gol e movimentação. No entanto, o papel de destaque fica por conta do camisa 10 da Chapecoense pela tranquilidade demonstrada para armar o time. Jogou como um veterano.
 
O pior: Ferrugem. Não foi pelo gol contra. O lateral do Corinthians teve fraca atuação defensiva e o adversário praticamente só atacou pelo seu setor. O jogador ainda passou quase toda a partida sem colaborar com jogadas de ataque. Luciano poderia tranquilamente também ser o escolhido, já que foi peça quase nula em campo. 
 
O toque dos técnicos: Mano Menezes parecia apostar em um Corinthians ofensivo, com três atacantes. Foi só no papel. O time não contou com apoio dos laterais em grande parte do jogo e ainda teve um tímido Elias. O treinador insistiu na formação inicial durante todo o jogo, mas liberando mais volantes e laterais a medida que o empate foi permanecendo na segunda etapa. Já o técnico Jorginho optou por congestionar o meio-campo, sem retrancar a equipe e viu o plano dar certo, com a Chapecoense dividindo a posse de bola com o adversário.   
 
Para lembrar:
 
Economia! Boa parte das arquibancadas do Itaquetão ficaram vazias. A torcida corintiana parece estar guardando dinheiro e energia para o confronto contra o São Paulo domingo no mesmo estádio
 
Segue o jogo: A arbitragem de Felipe Duarte Varejão foi boa e rara. Com duelo marcado por muito contato físico, o juiz deixou de lado marcações de faltas em choques várias trombadas e irritou os dois times. 
 
Inspiração. Ao sair de campo no intervalo, o jovem Malcom disse que procura imitar a maneira de jogador futebol Robinho e Neymar agredindo os marcadores com tentativas de dribles.  
 
A musa. Assim como na semana passada, a modelo Bárbara Evans esteve presente no Itaquerão para torcer pelo namorado Guerrero.
 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X CHAPECOENSE

Data: 18 de setembro de 2014, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Estádio do Itaquerão, em São Paulo (SP)
Público pagante: 25.537 pessoas
Renda bruta: R$ 1.359.473,00
Árbitro: Felipe Duarte Varejão (ES)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Gilberto Stina Pereira (RJ)
Cartões amarelos: (COR); Jaílton (CHA)
Cartão vermelho: -
Gols: Malcom, aos 9 min do 1º T; Ferrugem (contra), aos 4 min do 2º T
 
CORINTHIANS: Cássio; Ferrugem, Gil, Felipe (Bruno Henrique) e Fábio Santos; Ralf , Elias e Jadson; Luciano (Romero), Guerrero e Malcom
Técnico: Mano Menezes
 
CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Jaílton, Rafael Lima e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Ricardo Conceição, Diones (Dedé) e Camilo (Zezinho); Fabinho Alves (Wanderson) e Leandro
Técnico: Jorginho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos