Com time misto, São Paulo vence Santos e garante vaga na Libertadores

Do UOL, em Santos (SP)

O São Paulo venceu o Santos por 1 a 0 neste domingo, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um gol do jovem Boschilia no segundo tempo. A vitória não evitou o título do Cruzeiro, que venceu o Goiás no Mineirão, mas garantiu a vaga do tricolor paulista na Copa Libertadores da América do próximo ano.

Como já havia adiantado o técnico Muricy Ramalho, o São Paulo entrou em campo com um time misto. Kaká, Ganso, Luis Fabiano, Michel Bastos e companhia iniciaram o jogo no banco de reservas. Os dois primeiros, inclusive, não foram aproveitados no clássico.

O primeiro chute a gol aos 40 minutos resume a qualidade do futebol apresentado por Santos e São Paulo no primeiro tempo. Os dois times realizaram um jogo em ritmo de amistoso e só melhoraram após as mudanças táticas e técnicas de Muricy Ramalho e Enderson Moreira no intervalo.

Após a vitória contra o Santos, o São Paulo tem jogo decisivo contra o Atlético Nacional, da Colômbia, nesta quarta-feira, válido pela semifinal da Copa Sul-Americana. O tricolor paulista perdeu o jogo de ida por 1 a 0 e, agora, precisa reverter o placar no estádio do Morumbi.

O Santos volta a campo diante do Botafogo no próximo domingo, às 17h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 37ª rodada do Brasileiro.

Fases do jogo: Apesar de o técnico Enderson Moreira dizer que pretendia fazer testes com os atletas menos aproveitados, o Santos entrou com força máxima para encarar o São Paulo. A única mudança tática ou técnica foi o retorno de Gabriel no lugar de Leandro Damião. O São Paulo, por sua vez, entrou com um time misto, como havia sugerido o técnico Muricy Ramalho.

A primeira finalização da partida ocorreu aos 40 minutos do primeiro tempo. Ademilson chutou forte de fora da área e Aranha espalmou. Ao deixarem o gramado após o término do primeiro tempo, os jogadores reconheceram a falta de qualidade técnica da partida, porém culparam o forte calor em Cuiabá. "O calor atrapalha bastante para que o jogo esteja ruim tecnicamente. O público merece um jogo melhor", disse Rogério Ceni no intervalo ao SporTV.

Os treinadores ficaram insatisfeitos com o desempenho de suas equipes no primeiro tempo e realizaram substituições logo no intervalo. Muricy trocou Alexandre Pato por Luis Fabiano. Já Enderson Moreira sacou Souza e Gabriel para as entradas de Geuvânio e Thiago Ribeiro. Com isso, o time deixou o esquema 4-4-2 e passou a jogar com três atacantes.

E foi Geuvânio o responsável pela primeira finalização do Santos no jogo. Após passe de Lucas Lima, o zagueiro Edson Silva "furou" e deixou o atacante santista na frente de Ceni. O camisa 45 desperdiçou a oportunidade finalizando para fora.

Um minuto depois, Boschilia abriu o placar. O meia tabelou com o lateral Reinaldo e chutou cruzado para vencer o goleiro Aranha. Geuvânio tentou surpreender Ceni em seguida e acertou o travessão em chute de longe. Caju e Lucas Lima também desperdiçaram gols incríveis para o Santos.

Confira no Placar UOL todos os lances da partida

O melhor: Geuvânio – o camisa 45 entrou no intervalo e mudou o jogo para o Santos. Correu bastante, driblou e finalizou diversas vezes com perigo.

O pior: Oswaldo – O atacante teve uma atuação muito apagada. Não criou, não driblou e não finalizou.

Chave do jogo: Alterações no intervalo. O segundo tempo foi bem diferente do primeiro. Isso porque os treinadores fizeram substituições e deixaram suas equipes mais ofensivas.

Toque dos técnicos: Enderson Moreira abandonou no intervalo o esquema com três volantes, utilizado nos últimos jogos e também na primeira etapa em Cuiabá. O Santos passou a jogar com três atacantes e melhorou muito no clássico. Com Geuvânio e Thiago Ribeiro pelas pontas, Robinho jogou como centroavante a etapa final.   

Para lembrar:

Parada técnica: O jogo foi paralisado no primeiro e segundo tempo para os atletas se hidratarem. O calor foi forte em Cuiabá.

Ganso na seleção: Robinho foi cumprimentar Paulo Henrique Ganso no intervalo e, segundo reportagem do SporTV, disse ao meia que espera reencontrá-lo na seleção brasileira.

FICHA TÉCNICA: SANTOS 0 X 1 SÃO PAULO

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data: 23 de novembro de 2014, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Márcio Luiz Augusto (ambos de SP)
Público: 33.247 torcedores
Renda: R$ 2.402.315,00

Cartões amarelos: SANTOS: Lucas Lima, Edu Dracena, Alison. SÃO PAULO: Osvaldo.
GOL:
SÃO PAULO
: Boschilia, aos 9 minutos do 2º tempo.

SANTOS: Aranha, Cicinho, Neto, Edu Dracena e Caju; Alison, Arouca, Souza (Geuvânio) e Lucas Lima; Robinho (Leandro Damião) e Gabriel (Thiago Ribeiro)
Técnico: Enderson Moreira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Antônio Carlos, Edson Silva e Reinaldo; Auro (Denilson), Hudson, Boschilia (Michel Bastos) e Ademilson; Alexandre Pato (Luis Fabiano) e Osvaldo
Técnico: Muricy Ramalho

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos