Topo

Esporte


Roger não se empolga com Grêmio perto do G4: "Um passo de cada vez"

Do UOL, em Porto Alegre

2015-06-20T23:52:19

20/06/2015 23h52

O Grêmio colou no G4 do Brasileirão, mas Roger Machado não se ilude. Depois da vitória em cima do Palmeiras, por 1 a 0 neste sábado (20), o treinador pediu parcimônia e falou em dar um passo de cada vez. Na mesma manifestação, ele revelou já ter um cálculo de pontos estabelecido para o campeonato, mas não quis revelar a meta.

“Com a grandeza e a responsabilidade que o Grêmio tem entra, independe do momento que a instituição vive, com obrigação de brigar lá em cima. A gente pensa em algo maior, claro, mas é importante dar um passo de cada vez. Temos jogadores experientes, mas muitos jovens. E que ainda assim está dando boa resposta. Temos meninos pouco utilizados, pouco testados. É preciso ver que tipo de resposta eles vão dar”, comentou Roger.

A vitória em cima do Palmeiras foi a quarta seguida do Grêmio como mandante. Empurrou o time aos 14 pontos e a quinta posição – que pode mudar com o complemento da rodada no domingo. Mas o triunfo saiu sem o domínio de jogos passados e o treinador novamente foi consciente.

“No primeiro tempo nos faltou basicamente terminar, acabar a jogada. Estávamos construindo bem, mas não tivemos paciência para rodar a bola e depois entrar. A gente esbarrou no bloqueio do Palmeiras e algumas vezes sofremos contra-ataque. No intervalo ajustei o posicionamento mostrando algumas imagens onde a gente poderia ter acabado a jogada. Pedi para o time circular a bola, para esperar o melhor momento para atacar. O Palmeiras teve duas boas chances, a gente teve mais a bola. Foi um jogo bem complicado, difícil, mas depois do nosso gol talvez a gente pudesse ter acabado com um 2 a 0 com maior tranquilidade. Acabamos com um pouco de pressão, com aquela bola esticada para o Rafael”, afirmou.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DE ROGER MACHADO

WALACE EM ÓTIMA FASE

Quando aqui cheguei conversei com o Walace, já conhecia ele: acho que dá para tu dar um passo a frente e entrar no campo adversário. Tu fecha bem o setor, mas preciso de mais gente além da linha da bola. Para não sobrecarregar o meia de articulação, mas para dar opção. Que bom que o Walace está bem, prefiro nunca destacar uma individualidade, mas o coletivo tem feito essas peças se destacarem.

CAMPANHA ATUAL E A EXIGÊNCIA PARA ESTE ANO

Com a grandeza e a responsabilidade que o Grêmio entra independe do momento que a instituição vive. O clube sempre entra pensando em disputar o Campeonato Brasileiro. A gente pensa em algo maior, claro, mas é importante dar um passo de cada vez. Temos jogadores experientes, mas muitos jovens. E que ainda assim está dando boa resposta. Temos meninos pouco utilizados, pouco testados. É preciso ver que tipo de resposta eles vão dar. Um clube como o Grêmio está sempre aberto para prospectar reforços. É possível ter noção exata de onde estamos e não perder de vista o que esta construção está nos colocando e planejar onde queremos chegar.

ATUAÇÃO DE DOUGLAS E NÚMERO DE FINALIZAÇÕES

O Douglas me dá uma movimentação interessante, mas acho que ele foi castigado pelas pequenas faltas. Quero sempre ele um passo a frente de onde está a bola. Mas acho que ele foi bem, fez um belo jogo. Gosto de números, mas é preciso fazer uma leitura adequada disso. Que bom que estamos finalizando. Em alguns momentos queremos limpar mais a jogada, mas não, temos que finalizar. Outras jogadas a precipitação foi o problema, havia espaço para melhorar a jogada. Mas o importante é a construção da jogada: se é aleatória ou se é construída e isso estamos fazendo bem. Foi assim no nosso gol.

SUSPENSÃO DE GALHARDO E MARCELO OLIVEIRA

Eles estão bem, com consistência defensiva importante. Permitindo que os zagueiros fiquem dentro da área ou perto dela, sem que eles saiam para fazer cobertura. Tenho que valorizar o que tenho no grupo. Tenho Marcelo Hermes, Junior, Lucas, Raul.

MAXI RODRÍGUEZ E FERNANDINHO INSCRITOS

O Maxi está há uns 10 dias conosco e posso contar com ele pelo menos por algum período no final de semana. Ainda preciso ver com o Rogerio. O Fernandinho pode nos ajudar muito, é um acréscimo de qualidade.

PONTUAR MAIS FORA DE CASA

O importante não é só ganhar em casa, mas buscar pontos fora. É diferente daquele campeonato onde oito se classificavam. O que muda é a estratégia, mas a meta de buscar três pontos existe sempre. Em casa tem uma atmosfera diferente, com a torcida e tudo, mas em nenhum momento vamos buscar um ponto fora. Sempre se vai para ter três pontos.

PROJEÇÃO DE PONTOS EM RELAÇÃO AO LÍDER

Confesso que não fiz essa conta, mas já tenho uma conta com os atletas sobre aproveitamento para seguirmos próximos ou dentro dos quatro ou cinco primeiros colcoadls. Prefiro não revelar, mas é importante ter pontos para tirar ou implementar uma margem.

OS CANDIDATOS E AS DEFINIÇÕES

Não dá para apontar ninguém logo no começo da competição. É bem difícil, ainda mais no Brasil. Em outras ligas do mundo são dois ou no máximo três times brigando. Aqui cada ano tem uma mudança grande. É bem difícil projetar.

Mais Esporte