Atlético-PR bate Chapecoense e volta a sonhar com topo da tabela

Do UOL, em São Paulo

O Atlético-PR voltou a sonhar com a parte de cima da tabela do Brasileirão. Neste domingo, o time paranaense foi superior à Chapecoense, mas encontrou muitas dificuldades para bater o rival por 1 a 0 na Arena da Baixada, em partida pela 14ª rodada da competição.

A vitória alivia a pressão sobre o Atlético-PR, que vinha de três derrotas consecutivas (para Cruzeiro, Corinthians e Fluminense). Apesar do bom resultado, o time rubro-negro demonstrou dificuldades com seu setor ofensivo. O desempenho ruim de Ytalo e Crysan fez a ausência de Walter ser ainda mais sentida.

Com o resultado, o Atlético-PR se aproxima da briga pelas primeiras colocações. Com 22 pontos, a equipe paranaense está a quatro do Grêmio, atual quarto colocado. Já a Chapecoense, que amargou sua sexta derrota como visitante em sete partidas, continua no meio da tabela, com 19 pontos.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 1 X 0 CHAPECOENSE

Data: 19/07/2015 (domingo)
Local: estádio Arena da Baixada, em Curitiba
Público: 17.774
Árbitro: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Rogério Pablos Zanardo (SP)
Cartões amarelos: Caíque, Sidcley (CAP), Wanderson, Roger, Neto (CHA)
Gol: Hernani (CAP), aos 6min do 2º tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Eduardo, Christián Vilches, Kadu (Wellington) e Sidcley; Otávio, Hernani e Bruno Mota; Nikão, Crysan (Caíque) e Ytalo (Paulinho Dias).
Técnico: Milton Mendes

CHAPECOENSE: Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Wanderson (João Afonso), Elicarlos (Tiago Luís), Cleber Santana, Camilo e Hyoran (Ananias); Roger.
Técnico: Vinicius Eutrópio

Fases do jogo

  • Primeiro tempoSem Walter (lesionado e suspenso), o técnico Milton Mendes apostou em um ataque jovem formado por Nikão, Crysan e Ytalo. O Atlético-PR teve o domínio das ações e acertou a trave logo aos 5min com Crysan. Vilches, de cabeça, e Hernani, em cobrança de falta, desperdiçaram boas chances para os donos da casa. A Chapecoense pouco criou e se preocupou mais em fechar a defesa e evitar os cruzamentos para sua área. O time catarinense só ameaçou em um erro na saída de bola do Atlético-PR, mas Weverton defendeu o chute de Roger.
  • Segundo tempoA superioridade demonstrada pelo Atlético-PR enfim foi premiada logo no começo da etapa final. Hernani, o melhor em campo, cabeceou com firmeza para estufar as redes aos 6min. O camisa 8 do Atlético-PR estava à vontade em campo e foi a principal arma ofensiva dos donos da casa. A Chapecoense, mesmo com as substituições, viu seu sistema defensivo cair de produção. Na frente, a equipe catarinense pouco produziu.

Destaques

  • Dia ou noite?Apesar de o jogo ter sido disputado às 11h e em um dia claro, o teto retrátil da Arena da Baixada estava fechado. Além disso, os refletores estavam ligados
  • Ela disse simSe o jogo estava morno, o clima na arquibancada estava mais animado. Vinicius, torcedor do Atlético-PR, pediu a mão de Jenifer, sua namorada, em casamento. Emocionada, ela aceitou, para delírio dos demais torcedores

Melhores

  • Hernani, Atlético-PRNão foi apenas pelo gol, mas o camisa oito foi quem mais levou perigo ao goleiro da Chapecoense

Piores

  • Crysan, Atlético-PRO atacante se enrolou em uma chance clara no primeiro tempo e teve dificuldades para dominar a bola dentro da área
  • Ytalo, Atlético-PRCom outra atuação apagada e sem poder de decisão, irritou a torcida mais uma vez

Melhores notas

  • Atlético-PR
  • Chapecoense
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
3
10,0
Eduardo
5
10,0
Camilo
 
7
10,0
Otávio
6
10,0
Cleber Santana

Próximos Jogos - Atlético-PR

  1. São Paulo SPA
    Atlético-PR CAP
  2. Bahia BAH
    Atlético-PR CAP
  3. Atlético-PR CAP
    Botafogo BOT
  4. Atlético-PR CAP
    Bahia BAH
  5. Internacional INT
    Atlético-PR CAP

Próximos Jogos - Chapecoense

  1. Cruzeiro CRU
    Chapecoense CHA
  2. Chapecoense CHA
    América-MG AMG
  3. Bahia BAH
    Chapecoense CHA
  4. Santos SAN
    Chapecoense CHA
  5. Chapecoense CHA
    Botafogo BOT

UOL Cursos Online

Todos os cursos