Atlético-MG é goleado pelo Sport e se distancia da luta pelo título

Do UOL, em Belo Horizonte

O "Eu acredito" terá que ser ainda mais forte depois deste domingo. O sonho do segundo título nacional, que perdura por quase 44 anos, se esvaiu depois da goleada sofrida para o Sport, por 4 a 1, na noite deste domingo, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife. Com o revés, o seu oitavo na competição, o Atlético-MG deixou o Corinthians se distanciar e abrir oito pontos a sete rodadas do fim do Campeonato Brasileiro.

Em campo, a postura do time esteve longe daquela que se espera de um postulante ao troféu. O mandante sobrou em campo. Diego Souza, autor do segundo gol, foi o grande nome da partida. Matheus Ferraz, Élber e Maikon Leite também balançaram a rede de Victor no compromisso válido pela 31ª rodada. Thiago Ribeiro descontou de pênalti.

Se, por um lado, o Atlético ficou mais distante da briga pelo troféu, por outro, o Sport se aproxima do grupo dos quatro primeiros colocados, que garante uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América. O time de Paulo Roberto Falcão está a apenas três pontos do Santos, no quarto lugar.

Ficha técnica
Sport x Atlético-MG

Data: 18 de outubro de 2015, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Motivo: 31ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio – GO (FIFA)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva – GO (FIFA) e Bruno Raphael Pires – GO (ASP-FIFA)

Gols: Matheus Ferraz – 6'/1ºT (1-0); Diego Souza – 22'/1ºT (2-0); Elber – 26'/1ºT (3-0); Maikon Leite – 8'/2ºT (4-0); Thiago Ribeiro – 38'/2ºT (4-1)

Cartão amarelo: Carlos (Atlético-MG)
Cartão vermelho: Carlos (Atlético-MG) – 18'/1ºT

Sport
Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval (Ewerton Páscoa) e Renê; Wendel, Ronaldo (Matheus Galdezani), Diego Souza, Marlone e Élber (Maikon Leite); Hernane Brocador.
Técnico: Paulo Roberto Falcão

Atlético-MG
Victor, Marcos Rocha, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos (Josué); Leandro Donizete, Rafael Carioca, Patric e Giovanni Augusto (Cárdenas); Carlos e Lucas Pratto (Thiago Ribeiro).
Técnico: Levir Culpi

Fases do jogo

  • Primeiro tempo45 minutos (quase) perfeitos do Sport e que precisam ser esquecidos por Levir Culpi e seus comandados. O time da casa arriscou em quatro oportunidades e acertou em três delas. Logo em sua primeira chance, Matheus Ferraz aproveitou bobeira da defesa do Atlético e marcou de cabeça. O visitante passou a trocar passes e tentou chegar com a sua principal característica, mas a expulsão de Carlos pôs fim à tática adotada pelo time. Em superioridade no placar e no número de atletas, a equipe de Paulo Roberto Falcão foi à frente e ampliou a diferença com Diego Souza. Pouco tempo mais tarde, foi a vez de Élber chegar ao quarto.
  • Segundo tempoNa volta do intervalo, Levir Culpi povoou o meio de campo para reforçar a marcação e sair com mais qualidade ao ataque. No entanto, o Sport não cessou fogo e voltou a balançar a rede com Maikon Leite, substituto de Élber. Depois disso, o Atlético reteve a posse de bola e tentou se aproximar do gol do Sport, mas não obteve êxito. As melhores chances saíram de finalizações de longa distância. No fim do jogo, Patric fez uma jogada individual e sofreu pênalti. Thiago Ribeiro cobrou e definiu o resultado: 4 a 1.

Destaques

  • Cadê o titular?Titular pela última vez há pouco mais de um mês, Carlos voltou à equipe nesta partida. Curiosamente, o retorno do atleta culminou com a ida de Thiago Ribeiro, que vinha gozando deste prestígio, para o banco de reservas. A última atuação de Carlos entre os 11 ocorreu no dia 16 de setembro, diante do Santos, na Vila Belmiro. O atleta foi um dos responsáveis diretos pela derrota, por conta da expulsão infantil ainda na primeira etapa do confronto.
  • Que passeioA equipe comandada por Paulo Roberto Falcão fez uma excelente partida, sobretudo no que diz respeito à forma de jogar no meio de campo. Os passes rápidos e a movimentação dos atletas foram fundamentais para passar sobre a marcação atleticana como um rolo compressor.

Melhores

  • Diego Souza, SportO que o meia-atacante fez na partida deste domingo foi impressionante. Diego Souza ajudou na marcação, chegou à frente, finalizou, deu assistência, driblou e ainda balançou a a rede. Uma partida praticamente completa do camisa 87. A qualidade do apoiador foi fundamental para garantir o resultado para o time mandante.

Piores

  • Carlos, Atlético-MGO atacante foi preponderante para que o resultado tenha se transformado em uma goleada. A expulsão aos 18 minutos do primeiro tempo deixou o sistema defensivo do Atlético mais exposto do que o convencional. Vale destacar que o atleta recebeu cartão amarelo em duas oportunidades no jogo e estava retornando de uma suspensão automática.
  • Levir Culpi, Atlético-MGO treinador do Atlético-MG inventou na escalação. Sem Luan, suspenso, e Dátolo, recém-recuperado de contusão, Levir Culpi colocou Patric na ponta direita e deixou Thiago Ribeiro, titular nas partidas mais recentes, no banco de reservas. Embora tenha treinado dessa forma desde o triunfo sobre o Internacional, ele optou pela improvisação ao invés de colocar um nome da função na vaga.

Próximos Jogos - Sport

  1. Cruzeiro CRU
    Sport SPT
  2. Grêmio GRE
    Sport SPT
  3. Sport SPT
    Avaí AVA
  4. Sport SPT
    Ponte Preta PON
  5. Flamengo FLA
    Sport SPT

Próximos Jogos - Atlético-MG

  1. Fluminense FLU
    Atlético-MG CAM
  2. Ponte Preta PON
    Atlético-MG CAM
  3. Atlético-MG CAM
    Palmeiras PAL
  4. Avaí AVA
    Atlético-MG CAM
  5. Atlético-MG CAM
    Vitória VIT

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos